Economia

Casa dos Ventos faz seu 1º leilão de compra e venda de energia

Reuters
Reuters
Casa dos Ventos faz seu 1º leilão de compra e venda de energia
Casa dos Ventos faz seu 1º leilão de compra e venda de energia

16 de julho de 2021 - 12:14 - Atualizado em 16 de julho de 2021 - 12:15

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) – Uma das maiores desenvolvedoras de projetos de geração por fontes renováveis do Brasil, a Casa dos Ventos fará seu primeiro leilão de compra e venda de energia neste mês após lançar sua comercializadora em janeiro, com boas perspectivas em meio aos altos preços no mercado regulado, afirmou à Reuters o diretor Comercial e Regulatório, Fernando Elias.

A fase de habilitação para o leilão da companhia ocorrerá até 22 de julho, com o certame marcado para o próximo dia 26. A perspectiva é que sejam realizados de um a dois leilões todo ano, afirmou.

O executivo não revelou o volume de energia que planeja comercializar, mas informou que serão produtos no mercado de energia incentivada e convencional, de curto e médio prazos, do Sudeste e Nordeste.

A iniciativa da Casa dos Ventos ocorre num momento de altos preços no mercado regulado, o que estimula forte movimentação no mercado livre de energia, ambiente no qual atuam as comercializadoras e em que grandes indústrias e centros comerciais podem negociar diretamente contratos de suprimento.

“Hoje o mercado (regulado) está nervoso, preços no teto… Pode fazer sentido as casas comprarem energia para fazer ‘hedge’. Travar preços no médio e curto prazos”, disse Elias.

O setor tem atraído interesse de bancos como ABC Brasil, Itaú, Daycoval e Santander, e de diversas outras empresas, o que tem fomentado a competição.

“Existe concorrência, mas a gente consegue se colocar numa posição de certa vantagem porque temos nossa própria energia… Nossos produtos têm lastros nos próprios projetos”, afirmou Elias. “As empresas vão querer se lastrear com boas casas de crédito.”

A companhia conta com um portfólio de projetos eólicos e solares de mais de 17 GW de potência instalada, o maior de fontes renováveis do Brasil, de acordo com a companhia.

Com a estreia da comercializadora, será também a primeira vez que a Casa dos Ventos poderá comprar energia em um certame. “De fato estamos indo nas duas mãos, tanto comprando como vendendo.”

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6F0SX-BASEIMAGE