Economia

Carga de energia do Brasil em 2021 é revisada para baixo

Reuters
Reuters
Carga de energia do Brasil em 2021 é revisada para baixo
Linhas de transmissão de energia

26 de março de 2021 - 10:43 - Atualizado em 26 de março de 2021 - 10:45

SÃO PAULO (Reuters) – A carga de energia elétrica do Brasil deverá crescer 3,2% em 2021, estimaram nesta sexta-feira órgãos oficiais, que antes tinham apontado aumento de 3,4% para este ano.

A revisão foi realizada após um arrefecimento do ritmo de recuperação observado ao final de 2020, disseram o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e Empresa de Pesquisa Energética (EPE), em boletim.

Os órgãos citaram ainda a perspectiva de queda de atividade no primeiro trimestre, que levou a uma revisão da projeção de PIB de 2021 de 3,3% para 3%.

Para o médio e longo prazos, as previsões de carga de energia foram assim estimadas: aumento de 3,4% em 2022; altas de 3,6% em 2023 e 2024; e avanço 3,5% em 2025.

Na média de 2021 a 2025, o crescimento estimado é de 3,5% ao ano, ante 3,6% na previsão anterior.

(Por Roberto Samora)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2P14D-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.