Economia

BTG Pactual compra participação da CaixaPar no Pan por R$3,7 bi

Reuters
Reuters
BTG Pactual compra participação da CaixaPar no Pan por R,7 bi
Edifício que sedia o BTG Pactual, em São Paulo (SP)

6 de abril de 2021 - 15:44 - Atualizado em 6 de abril de 2021 - 15:45

Por Carolina Mandl

SÃO PAULO (Reuters) – O BTG Pactual vai comprar a participação da Caixa Econômica Federal no Banco Pan por 3,7 bilhões de reais, reforçando seu presença no segmento de varejo, afirmaram as instituições financeiras nesta terça-feira.

O negócio mostra como o BTG, antes conhecido como banco de investimento, ampliou sua posição no mercado brasileiro. Com diferentes marcas, atende hoje de pessoas físicas de baixa renda a grandes empresas e famílias abastadas, assim como seus competidores de maior porte Itaú Unibanco, Bradesco e Santander Brasil.

O BTG Pactual é co-controlador do Banco Pan desde 2011. Agora, está adquirindo 49,2% do capital votante da Caixa, o equivalente a 26,8% do capital total do Pan. O BTG pagará 11,42 reais por ação ordinária do Banco Pan. As ações preferenciais do Banco Pan subiam cerca de 10% nesta manhã e eram negociadas a 12,61 reais.

Com a transação, a Caixa completa o desinvestimento de sua participação no Pan por um total de 4,4 bilhões de reais.

A Caixa já havia vendido sua participação preferencial no Banco Pan em duas ofertas de ações em 2019 e 2020 e estava cogitando um novo follow-on para alienar suas ações ordinárias. Com todos os negócios incluídos, a Caixa obteve lucro de 2 bilhões de reais com o Banco Pan.

A Caixa continuará a fornecer uma linha de funding de longo prazo para o Banco Pan após o negócio, disse uma fonte próxima ao negócio.

Com bolsos cheios depois de duas ofertas de ações para levantar dinheiro novo nos últimos dez meses, o índice de capital de nível 1 do BTG permanecerá em cerca de 14%, acrescentou esta fonte. Ainda assim, poucas sinergias de custos são esperadas.

O Banco Pan oferece cartões de crédito, credito consignado, financiamento de veículos e contas digitais gratuitas para pessoas de baixa renda.

Com a saída da Caixa, o BTG deve ter mais liberdade para implementar uma estratégia de crescimento no Pan, que encerrou 2020 com 38,5 bilhões de reais em ativos. O Banco Pan pretende expandir a sua presença online, competindo mais de perto com o Banco Inter e com o Neon. Em breve, o Pan planeja lançar empréstimos para micro empreendedores, acrescentou a fonte.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH351AZ-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.