Economia

Bolsonaro silencia sobre possível demissão de Brandão; BB não foi informado

Reuters
Reuters
Bolsonaro silencia sobre possível demissão de Brandão; BB não foi informado
Sede do BB em Brasília

14 de janeiro de 2021 - 11:14 - Atualizado em 14 de janeiro de 2021 - 11:15

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro silenciou nesta quinta-feira sobre a possível demissão do presidente-executivo do Banco do Brasil, André Brandão.

Perguntado por apoiadores sobre notícia veiculada pela BandNews TV na véspera, de que o governo federal, controlador do banco, determinou a demissão do executivo, Bolsonaro não respondeu.

Outros veículos de mídia publicaram mais tarde que o plano anunciado pelo BB ma segunda-feria para reduzir sua estrutura de agências e abrir um programa de demissão voluntária para 5.000 funcionários, para economizar 2,7 bilhões de reais até 2025, desagradou Bolsonaro devido ao potencial desgaste político da medida.

Indagado por jornalistas sobre o assunto, o vice-presidente Hamilton Mourão disse não ter recebido informação extra a respeito, e que o tema estava sendo discutido entre Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Às 11h05, a ação do BB caía 0,7% na B3, na contramão da tendência do mercado, com o Ibovespa subindo 0,8%. Na véspera, o papel do banco já tinha caído 4,94%.

Por meio de fato relevante, o BB declarou nesta manhã não ter recebido qualquer comunicação oficial do acionista controlador sobre suposta demissão de Brandão.

(Por Aluísio Alves e Ricardo Brito)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0D10K-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.