Economia

BOLSA EUROPA-BCE “dovish” e balanços otimistas sustentam ações da zona do euro

Reuters
Reuters
BOLSA EUROPA-BCE “dovish” e balanços otimistas sustentam ações da zona do euro
Gráfico do índice DAX, na Bolsa de Valores de Frankfurt, Alemanha, em 13 de julho de 2021

22 de julho de 2021 - 13:28 - Atualizado em 22 de julho de 2021 - 13:30

Por Sruthi Shankar

(Reuters) – As ações europeias subiram pela terceira sessão consecutiva nesta quinta-feira, depois que o Banco Central Europeu (BCE) se comprometeu a manter os juros em mínimas recordes por mais tempo, enquanto fortes resultados corporativos sustentaram o otimismo sobre a recuperação econômica.

As ações da zona do euro subiram até 1,2% após o banco central dizer que não vai aumentar os juros até que veja a inflação alcançar sua meta de 2% “bem antes do fim de seu horizonte de projeção e de forma durável”.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,48%, a 1.760 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,56%, a 457 pontos, recuperando-se totalmente de sua pior queda em 2021 nesta semana e ficando a apenas 1% de máximas recordes.

A presidente do BCE, Christine Lagarde, alertou que uma nova onda da pandemia pode representar um risco à recuperação econômica da zona do euro.

Ações de viagens e lazer voltaram a liderar os ganhos setoriais, em alta de 2,6%. O índice atingiu uma mínima em cinco meses na segunda-feira, devido a temores sobre a crescente disseminação da variante Delta.

Do lado dos balanços, das empresas listadas no STOXX 600 que divulgaram seus resultados até agora, 61% superaram as expectativas de lucro, de acordo com dados da Refinitiv IBES, contra taxa usual de 51%.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,43%, a 6.968,30 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,60%, a 15.514,54 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,27%, a 6.481,59 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,53%, a 24.805,21 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,64%, a 8.621,80 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,57%, a 5.015,30 pontos.

(Por Sruthi Shankar e Susan Mathew em Bengaluru e Marc Jones em Londres)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6L11M-BASEIMAGE