Economia

BOLSA EUROPA-Ações fecham em máxima recorde com balanços bancários e de energia fortes

Reuters
Reuters
BOLSA EUROPA-Ações fecham em máxima recorde com balanços bancários e de energia fortes
Mulher caminha em frente à Bolsa de Valores de Milão

3 de agosto de 2021 - 13:53 - Atualizado em 3 de agosto de 2021 - 13:55

Por Sruthi Shankar e Ambar Warrick

(Reuters) – Fortes balanços de gigantes, incluindo BP e Société Générale, levaram as ações europeias a fechar em máximas recordes nesta terça-feira, embora os ganhos tenham sido limitados por preocupações com os crescentes casos da variante Delta do coronavírus e medidas regulatórias da China.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,28%, a 1.794 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,2%, a 465 pontos, fechando em uma máxima recorde de 465,38 pontos.

As ações de petróleo e gás foram as que mais ganharam, com a BP avançando 5,6% após elevar seus dividendos e aumentar as recompras de ações diante do salto no lucro trimestral.

O banco francês Société Générale saltou 6,4% depois de aumentar sua previsão de lucro para o ano inteiro, enquanto o Standard Chartered, listado no Reino Unido, subiu 1,0% depois de reportar um lucro maior do que o esperado no primeiro semestre.

Balanços fortes e melhores leituras econômicas iluminaram as perspectivas para as ações europeias neste ano, com expectativa de maiores ganhos em setores economicamente sensíveis.

As ações de viagens e lazer caíram 2,6%, com a disseminação da variante Delta ameaçando mais restrições à mobilidade.

As ações de tecnologia foram abaladas com as autoridades chinesas mirando fabricantes de videogames. A holandesa Prosus, que tem participação na gigante chinesa de tecnologia Tencent, caiu 6,9%, enquanto as fabricantes de videogames Ubisoft e Embracer Group caíram 5,0% e 3,7%, respectivamente.

O setor de tecnologia também esteve entre os que registraram as maiores quedas, depois que a fabricante de chips alemã Infineon Technologies caiu 0,4% devido a enormes interrupções de produção.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,34%, a 7.105 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,09%, a 15.555 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,72%, a 6.723 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,02%, a 25.356 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,16%, a 8.772 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,22%, a 5.123 pontos.

(Por Sruthi Shankar e Ambar Warrick em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH72123-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.