Economia

Boeing 737-8 MAX da Air Canada sofre falha em turbina

Reuters
Reuters

25 de dezembro de 2020 - 15:24 - Atualizado em 25 de dezembro de 2020 - 15:24

BANGALORE, Índia (Reuters) – Um Boeing 737-8 MAX da Air Canada que voava entre o Estado norte-americano do Arizona e Montreal com três tripulantes a bordo sofreu um problema no motor que obrigou a tripulação a desviar a aeronave para Tucson, afirmou a companhia aérea canadense nesta sexta-feira.

Logo após a decolagem, os pilotos receberam uma “indicação do motor” e “decidiram desligar um deles”, disse um porta-voz da Air Canada.

“A aeronave então foi desviada para Tucson, onde pousou normalmente e lá permanece.” O incidente ocorreu em 22 de dezembro.

A tripulação recebeu uma indicação de baixa pressão hidráulica da turbina esquerda e declarou emergência antes de desviar o vôo, informou o site de notícias de aviação belga Aviation24.be.

Representantes da Boeing não comentaram o assunto de imediato.

Os Estados Unidos suspenderam a proibição de voos de 20 meses do 737 MAX no mês passado. O avião foi proibido de voar por causa de duas quedas em questão de meses que mataram centenas de pessoas.

(Por Aishwarya Nair)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.