Economia

BNDES libera quase R$700 mi para projeto de celulose da Duratex

Reuters
Reuters
BNDES libera quase R0 mi para projeto de celulose da Duratex
Logo do BNDES fotografado no Rio de Janeiro (RJ)

1 de abril de 2021 - 18:31 - Atualizado em 1 de abril de 2021 - 18:35

SÃO PAULO (Reuters) – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quinta-feira que aprovou crédito de 697 milhões de reais para a Duratex construir uma fábrica de celulose solúvel.

Com capacidade de 500 mil toneladas por ano, a planta sediada em Minas Gerais tem início da operação previsto para 2022. O projeto é concentrado na LD Celulose, joint venture criada em 2019 pela Duratex com a austríaca Lenzing, líder mundial na produção de fibras de celulose.

A Duratex tem 49% no capital da LD. O investimento estimado do projeto é de cerca de 5,2 bilhões de reais. A Duratex participará com aporte de ativos florestais e financeiros.

“Com o projeto, a Duratex diversifica seus negócios e aumenta o retorno de seus ativos florestais”, afirmou o BNDES sobre a companhia brasileira controlada pela Itaúsa e especializada em louças sanitárias e paineis de madeira.

A produção na nova planta será comprada pela Lenzing e usada na fabricação de viscose, usada para fios de tecidos.

(Por Aluísio Alves)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH303J8-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.