Economia

Blue chips seguem sob pressão e Ibovespa inicia última sessão do mês no vermelho

Reuters
Reuters

30 de abril de 2021 - 10:47 - Atualizado em 30 de abril de 2021 - 10:47

SÃO PAULO (Reuters) – O principal índice brasileiro de ações estendia as perdas da véspera, com investidores vendendo papéis de grande peso no índice, como de Vale, Petrobras e de bancos, para embolsar ganhos recentes.

Às 10:46, o Ibovespa mostrava baixa de 0,13%, aos 119.910,31 pontos. Antes da abertura da sessão, o índice acumulava valorização de 2,94% no mês.

Com movimentos desencontrados das bolsas internacionais, com movimentos positivos das bolsas europeias e tendência também de realização de lucros em Wall Street, os investidores monitoravam a queda das cotações de commodities, diante dos possíveis efeitos da escalada da pandemia da Covid-19 na Índia e seus possíveis desdobramentos sobre a economia global.

No plano doméstico, indicadores macroeconômicos como de desemprego e superávit primário dividiam as atenções com a agenda corporativa, com Fleury e Unidas dando sequência à temporada de balanços do primeiro trimestre, enquanto a Lojas Renner concluiu sua oferta primária restrita de ações de 4 bilhões de reais.

O dia na B3 marca ainda a estreia das units do Banco Modal e o leilão para concessão da comapnhia fluminense de saneamento básico Cedae.

(Por Aluísio Alves)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.