Economia

BlackRock passa a deter cerca de 11% das ações preferenciais da Cemig

Reuters
Reuters
BlackRock passa a deter cerca de 11% das ações preferenciais da Cemig
Logo da Cemig em painel na bolsa de valores de São Paulo

22 de abril de 2021 - 19:37 - Atualizado em 22 de abril de 2021 - 19:40

SÃO PAULO (Reuters) – A gestora de recursos norte-americana BlackRock passou a deter cerca de 11% das ações preferenciais da elétrica Cemig, informou a empresa de energia controlada pelo governo de Minas Gerais em comunicado nesta quinta-feira.

Segundo a Cemig, a BlackRock informou que suas participações na companhia alcançaram em 16 de abril o agregado de 75 milhões de ações preferenciais e 35,5 milhões de recibos de ações emitidas nos EUA (ADRs), representativos de papéis preferenciais, o que totaliza 10,94% das ações preferenciais da empresa.

Além disso, a BlackRock detinha 2,75 milhões de instrumentos derivativos financeiros referenciados em ações preferenciais, ou 0,27% do total desse tipo de papel, segundo o comunicado.

Segundo a Cemig, a BlackRock disse que o objetivo das participações societárias “é estritamente de investimento, não objetivando alteração do controle acionário ou da estrutura administrativa da companhia”.

A Cemig tem como controlador o governo mineiro, que detém quase 51% das ações ordinárias da companhia, com direito a voto, e cerca de 17% do capital social total.

A elétrica mineira ainda tem como acionista relevante o fundo de investimento em ações FIA Dinâmica Energia, com 10,86% de participação total– sendo 25,5% das ações ordinárias e 3,49% das preferenciais, segundo informações do site da Cemig.

(Por Luciano Costa)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3L1ES-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.