Economia

BIS e FMI pedem coordenação global sobre moedas digitais de bancos centrais

Reuters
Reuters
BIS e FMI pedem coordenação global sobre moedas digitais de bancos centrais
Sede do BIS na Basiléia, Suíça

9 de julho de 2021 - 10:05

Por Marc Jones

LONDRES (Reuters) – O Banco de Compensações Internacionais (BIS), o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial fizeram um pedido conjunto nesta sexta-feira para cooperação global sobre moedas digitais de bancos centrais.

Cerca de 90% dos bancos centrais do mundo estão atualmente procurando criar versões digitais de suas moedas, levantando questões sobre como irão trabalhar e operar entre si.

“As CBDCs (moedas digitais de bancos centrais) oferecem a oportunidade de um novo começo. É extremamente importante que os bancos centrais levem em conta a dimensão internacional”, disse Jon Cunliffe, chair do Comitê de Infraestruturas de Pagamentos e Mercado e vice-presidente para a Estabilidade Financeira do Banco da Inglaterra, em relatório preparado para a reunião do G20 na Itália.

“As implicações das CBDCs, mesmo que destinadas apenas para uso doméstico, irão além das fronteiras”, acrescentou Tobias Adrian, Conselheiro Financeiro e Diretor do Departamento de Mercado Monetário e de Capitais do FMI.

O relatório disse que a facilitação de pagamentos internacionais com as CBDCs pode ser alcançada por meio de diferentes graus de integração e cooperação, que vão desde a compatibilidade básica com padrões comuns até o estabelecimento de infraestruturas de pagamentos internacionais.

A interoperabilidade será crucial, enquanto a colaboração multilateral também será necessária sobre as potenciais consequências macrofinanceiras que as moedas digitais do banco central podem causar, acrescentou o relatório.

(Por Marc Jones)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH680Q3-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.