Economia

Bailey, do BC britânico, vê pouco impacto de longo prazo oriundo de salto da inflação

Reuters
Reuters
Bailey, do BC britânico, vê pouco impacto de longo prazo oriundo de salto da inflação
Andrew Bailey, presidente do banco central britânico

24 de maio de 2021 - 12:22 - Atualizado em 24 de maio de 2021 - 12:30

LONDRES (Reuters) – O presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Andrew Bailey, disse nesta segunda-feira não ver implicações de longo prazo decorrentes da aceleração da inflação esperada pelo banco central para este ano, à medida que a economia emerge da pandemia de coronavírus.

“O Comitê de Política Monetária julga que esses desdobramentos transitórios devem ter poucas implicações diretas para a inflação no médio prazo”, disse Bailey em relatório anual para o Comitê do Tesouro do Parlamento britânico.

Bailey descreveu as expectativas de inflação como “bem ancoradas”. O BoE previu neste mês que a inflação superará sua meta de 2%, alcançando 2,5% até o final deste ano, antes de recuar lentamente.

(Por Michael Holden)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

REUTERS LB JCG

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4N0S1-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.