Antonio Carlos
Investimentos e Algo Mais

Por Antonio Carlos

Economia
Antonio Carlos

Quanto gastar em um presente?

Um presente deve ter muito mais valor do que preço!

Quanto gastar em um presente?

26 de novembro de 2020 - 10:06 - Atualizado em 26 de novembro de 2020 - 10:11

Estamos há menos de um mês da maior festa comercial do calendário Brasileiro. Momento de reunião das famílias, celebrações de empresas, encontro de amigos. Momento também de doação àqueles que precisam.

Nas próximas semanas as lojas e os sites ficarão com seus corredores e mecanismos de buscas cheios de consultas e compras. Crianças farão, se já não fizeram, suas listas de presentes. Tios, tias, avós, madrinhas e padrinhos relacionarão para quem deverão comprar presentes. Amigos secretos, amigos ocultos serão sorteados e a busca para comprar aquele presente da lista será iniciada. Mas qual é o sentido disso tudo? Por que queremos presentear pessoas? O que realmente queremos dizer ou demonstrar com esse ato?

Dar um presente é algo que deixa claro que você pensou naquela pessoa e por alguma razão ou situação quis registrar esse sentimento. Muitas vezes o preço gasto pode apresentar o tamanho da importância. Por exemplo, para seus pais você gasta um valor maior, para o porteiro você gastará um valor menor. No amigo secreto da firma geralmente quem tira o chefe acaba gastando mais. Enfim, concordo que o quanto de dinheiro é usado para comprar algo tem sim um significado da relevância daquela pessoa em sua vida. Mas será que isso deve ser o principal item?

Não. O que queremos quando presenteamos alguém é mostrar que demos importância àquela pessoa. Queremos mostrar o quanto gostamos dela. Queremos registrar em um objeto todo o carinho, amor e atenção. Que fique com o presenteado algo de nós quando não estivermos juntos. Ou não é isso?

Você tem um presente de alguém especial que você guarda e usa com todo o cuidado para que nunca estrague? Você tem algo de alguém que já não está mais nessa vida e que tornou-se muito importante para você? Meu pai tinha o hábito que tomar sua cerveja em canequinhas de cristal. E algumas pessoas importantes para ele foram presenteadas com uma canequinha dessas. Assim quando ele as visitasse ele tomaria sua cerveja nessa caneca e na sua ausência a pessoa a usaria. Esse momento foi digno de muitas risadas quando ele estava conosco. Hoje, quase treze anos da sua ausência entre nós, para mim essa caneca tem um sabor ainda mais especial. A uso com todo cuidado e me faz lembrá-lo. Ela é de cristal, mas o sabor que ela produz e o aconchego que proporciona, mesmo se fosse um copo de massa de tomate teria toda a história embutida nela.

Então deixo aqui a mensagem para todos. De presentes aos que você ama e considera. Escolha algo que marque suas relações. Que possa ser usado para lembrar momentos e trazer sentimentos de grande valor. Ao entregar esse presente olhe nos olhos, de um abraço, isso será o maior valor que você entregará. Esse presente carregará para sempre o sentimento na memória de ambos. E se o item durar muito tempo poderá ajudar ainda mais na perpetuidade desse sentimento.

Mas independente de quem seja, o maior valor entregue é sua atitude. Planeje comprar aquilo que tenha valor e não preço. Organize-se para gastar aquilo que seu orçamento permite. Não gaste mais dinheiro do que deve. Não faça dívidas. Não fique parcelando e pagando por vários meses. Tenho certeza de que para as pessoas importantes para você e para quem você é importante mais do que o dinheiro gasto o valor estará na sua atenção e sentimento.

Isso é a vida.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.