Economia

Anec diz que nenhum navio com soja deve deixar o Brasil no início de dezembro

Reuters
Reuters
Anec diz que nenhum navio com soja deve deixar o Brasil no início de dezembro
Navio carregado com soja no porto de Santos (SP)

1 de dezembro de 2020 - 19:35 - Atualizado em 1 de dezembro de 2020 - 19:35

Por Ana Mano

SÃO PAULO (Reuters) – A Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) disse nesta terça-feira que nenhum navio carregado com soja deve deixar os portos brasileiros entre 29 de novembro e 5 de dezembro, de acordo com a programação de embarques.

Dezembro é tradicionalmente um mês fraco para as exportações de soja, afirmou a Anec em comunicado à parte. A associação acrescentou que grande parte da oleaginosa foi adquirida com antecipação nos primeiros meses da pandemia de Covid-19.

A Anec também projetou que o Brasil exportará 1,338 milhão de toneladas de milho e 292 mil toneladas de farelo de soja entre 29 de novembro e 5 de dezembro.

O Brasil está plantando sua safra de soja 2020/21, que alguns agricultores começarão a colher por volta de janeiro. Apesar da seca em importantes Estados produtores, o país deverá colher cerca de 134 milhões de toneladas nesta temporada.

Em relação ao comércio de grãos de novembro, a Anec disse que o Brasil exportou 834.496 toneladas de soja no mês passado, ante cerca de 4 milhões de toneladas em igual período do ano anterior.

A entidade afirmou também que as exportações de milho do Brasil totalizaram 4,964 milhões de toneladas em novembro, versus projeção de 5,207 milhões de toneladas publicada na semana passada.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGB03MQ-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.