Economia

Alemanha deve revisar para baixo projeção de crescimento para 2021 por coronavírus, dizem fontes

Reuters
Reuters
Alemanha deve revisar para baixo projeção de crescimento para 2021 por coronavírus, dizem fontes
Ministro da Economia da Alemanha fala à imprensa em Berlim

31 de agosto de 2020 - 14:14 - Atualizado em 31 de agosto de 2020 - 14:15

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) – O governo alemão estima que a devastação econômica causada pela pandemia do coronavírus neste ano será um pouco menos severa do que inicialmente se temia, mas irá revisar para baixo a previsão de crescimento para o próximo ano, disseram duas fontes à Reuters nesta segunda-feira.

O ministro da Economia, Peter Altmaier, apresentará as perspectivas atualizadas para a maior economia da Europa na terça-feira, após o país ter sofrido sua pior recessão em tempos de paz no primeiro semestre do ano.

O governo afirmou em abril, no auge da pandemia, esperar que a economia se recupere com uma taxa de expansão de 5,2% em 2021, após contração recorde de 6,3% neste ano.

“A recuperação no próximo ano será um pouco menos forte do que o esperado inicialmente”, disse uma fonte a par da projeção atualizada do governo, sob condição de anonimato.

Isso significa que a economia alemã provavelmente não alcançará seu nível pré-crise antes de 2022, disse uma segunda fonte.

Um porta-voz do Ministério da Economia não quis comentar.

Uma fonte da coalizão disse à Reuters na sexta-feira que o governo provavelmente revisará para cima sua projeção para a economia em 2020 para um declínio de menos de 6%. Ainda assim, essa seria a maior queda desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

(Por Michael Nienaber)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG7U1BA-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.