Economia

Ações chinesas recuam com pressão do setor de suinocultura

Reuters
Reuters
Ações chinesas recuam com pressão do setor de suinocultura
.

17 de setembro de 2020 - 07:46 - Atualizado em 17 de setembro de 2020 - 07:50

PEQUIM (Reuters) – As ações da China fecharam mais fracas nesta quinta-feira, com as empresas de saúde e de consumo liderando as perdas em meio à pressão de venda após uma onda de novas listagens, enquanto a fraqueza nas empresas de suinocultura pressionou as ações agrícolas.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,53%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,41%.

As ações dos setores de saúde e consumo caíram, com o subíndice de produtos básicos perdendo 2,38% e o de saúde caindo 2,12%.

As ações das principais empresas produtoras de suínos da China também caíram devido a preocupações com o aumento dos custos, uma vez que os preços do milho dispararam. O subíndice agrícola teve queda de 1,5%.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,67%, a 23.319 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,56%, a 24.340 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,41%, a 3.270 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,53%, a 4.632 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,22%, a 2.406 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,80%, a 12.872 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,17%, a 2.500 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 1,22%, a 5.883 pontos.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG8G0XG-BASEIMAGE