Economia

Ação da Hypera cai após acordo envolvendo venda de negócio de descartáveis

Reuters
Reuters

16 de setembro de 2021 - 12:47 - Atualizado em 16 de setembro de 2021 - 12:47

(Reuters) – As ações da Hypera Pharma chegaram a cair quase 6% nesta quinta-feira, após acordo para pagar 500 milhões de reais à Falcon para encerrar um processo de arbitragem envolvendo a venda do negócio de descartáveis em 2017.

Por volta de 12:40, os papéis caíam 4,06%, a 32,86 reais, ainda entre as maiores quedas do Ibovespa, que cedia 1,09%. No pior momento da sessão, os papéis da empresa farmacêutica foram negociados a 32,24 reais, queda de 5,87%.

O analista do Credit Suisse Mauricio Cepeda destacou que esse risco não aparecia no formulário de referência da companhia e que as provisões somavam apenas cerca de 100 milhões de reais. Em nota a clientes, acrescentou que o pagamento afetará os lucros e o caixa em outubro.

No comunicado divulgado na véspera, a Hypera afirmou que o pagamento “não altera as projeções financeiras estabelecidas para o ano de 2021 ou os investimentos previstos”.

O analista do Bradesco BBI Marcio Osako também destacou em comentários a clientes que o evento era inesperado, mas ponderou que o montante representa apenas 2,3% do valor de mercado da companhia e “one-off” (único).

“Nós acreditamos que o motivo da discordância foi a economia da operação mais fraca do que o esperado devido a fatores que foram difíceis de prever pelo comprador ex-ante e que resultaram em um preço exagerado”, afirmou.

Osako destacou que não há outra disputa arbitral relacionada aos outros desinvestimentos realizados durante esse ciclo de reestruturação 2015-17.

(Por Paula Arend Laier)