Economia

Economia: preço do tomate deve começar a cair no começo de dezembro

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

30 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 30 de novembro de 2018 - 00:00

Preço do tomate vai cair à medida que a oferta cresça (Foto: Pixabay)

Fruta ficou 50% mais cara entre o fim de outubro e o início de novembro e acumula alta de quase 70% em 2018, segundo o IPCA-15

Os brasileiros que foram a feiras e supermercados no começo de novembro encontraram o tomate a um preço bem mais salgado, situação que deve começar a ser revertida já no início de dezembro. Dados mais recentes do IPCA-15, mostram que a fruta ficou 50,76% mais cara entre os dias 16 de outubro e 15 de novembro na comparação com o mesmo período do mês anterior.

Alta no tomate

A maior alta do índice no intervalo fez com que o valor do tomate já acumule ganho de 68,42% durante os 11 primeiros meses de 2018. Flávio Godas, economista da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), afirma que a alta foi influenciada principalmente pela situação climática que afligiu os produtores da região Sudeste.

Na análise por Estados, o índice do IBGE aponta que os moradores de Belo Horizonte (MG) e do Rio de Janeiro (RJ) foram os que mais sentiram no bolso o preço mais caro do tomate. Em ambas localidades o valor do fruto mais que dobrou entre o fim de outubro e o começo de novembro.

Trajetória de queda

Com as variações expressivas dos últimos meses, a expectativa é de que os preços do tomate já comecem a recuar na próxima semana, a primeira do mês de dezembro. Godas afirma que os índices da Ceagesp apontam para uma redução de 15% no preço do fruto já nesta semana. “Este é o limite. Nas próximas semanas, imagino que o preço vai cair mais”, observa.

Inflação para famílias com renda mais baixa sobe de 0,2% para 0,53% De acordo com Thadeu, o valor do tomate começa a perder força em dezembro e tende a fechar o último mês do ano 20% ou 30% mais barato. Ele, no entanto, alerta que os demais alimentos vão seguir uma trajetória de alta.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.