Entretenimento

Duquesa Meghan pede 1,5 milhão de libras de custos após vitória judicial

Reuters
Reuters
Duquesa Meghan pede 1,5 milhão de libras de custos após vitória judicial
Duquesa de Sussex, Meghan, durante evento em Londres

2 de março de 2021 - 13:33 - Atualizado em 2 de março de 2021 - 21:19

Por Michael Holden

LONDRES (Reuters) – Meghan, a duquesa britânica de Sussex, pediu 1,5 milhão de libras esterlinas de custos legais depois de vencer um processo de violação de privacidade contra o tabloide Mail on Sunday, que publicou trechos de uma carta que ela escreveu ao pai.

No mês passado, um juiz da Alta Corte de Londres determinou que o tabloide violou a privacidade de Meghan ao publicar partes da carta de cinco páginas destinada a Thomas Markle, com quem Meghan se desentendeu na véspera de seu casamento com o príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth.

O juiz Mark Warby arbitrou a favor da duquesa sem realizar um julgamento, dizendo que os artigos foram uma violação de privacidade clara mesmo depois de o jornal argumentar que Meghan pretendia tornar o conteúdo da carta público e que isso foi parte de uma estratégia midiática.

Em uma audiência realizada nesta terça-feira para determinar custos e outras questões não resolvidas, documentos apresentados ao tribunal mostraram que os advogados de Meghan pediram 1,5 milhão de libras esterlinas de despesas legais, metade a ser paga dentro de 14 dias.

Sua equipe legal também exigiu que o jornal entregue quaisquer cópias que tiver da carta, e pediu que o juiz ordene que o jornal publique um comunicado em sua capa dizendo que a duquesa venceu o caso e um aviso no site MailOnline durante “não menos de seis meses”.

“A primeira razão de a demandante buscar uma ordem de publicação e disseminação é que isso funcione como uma dissuasão para futuros infratores”, escreveram seus advogados em sua solicitação.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH21166-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.