Coronavírus

Santa Casa de Curitiba lança campanha para arrecadar fundos para compra de equipamentos e insumos

O objetivo é arrecadar R$ 1,5 milhão que serão destinados para aquisição de materiais médicos, aumento de quadro de profissionais, entre outros

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Santa Casa de Curitiba lança campanha para arrecadar fundos para compra de equipamentos e insumos
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

2 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:50

#SantaCasaaFavordaVida! Essa é a nova campanha lançada pela Santa Casa de Curitiba, entidade pioneira nos serviços médicos na capital paranaense para se fortalecer no combate à Covid-19, o coronavírus. Atualmente o hospital conta com 243 leitos, sendo 38 de UTI, e prepara-se para um aumento considerável de atendimentos, principalmente vindos do Sistema Único de Saúde (SUS) em razão da pandemia. 

A campanha #SantaCasaaFavordaVida tem o objetivo de arrecadar nos próximos 30 dias R$ 1,5 milhão que serão destinados para a compra de equipamentos hospitalares e de proteção aos trabalhadores de saúde, materiais médicos, insumos, além de custear despesas extras com quadro de profissionais.

“A Santa Casa tem hoje 38 leitos de UTI dos quais a maioria são destinados à pacientes cirúrgicos. Porém, neste momento, estamos abrindo mais dez leitos, somando quase 50 leitos de UTI, mas mesmo assim, acreditamos que o novo vírus sobrecarregará todo o sistema de saúde. Por isso, todas as cirurgias e procedimentos que podem esperar estão suspensos temporariamente, todavia haverá casos urgentes. São vidas que precisam ser salvas”, comenta Eduardo Otoni, diretor geral da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba.

Campanha para combater o coronavírus

A campanha de arrecadação é destinada tanto para pessoas físicas, como para pessoas jurídicas e qualquer quantia pode ser doada. Pelo link (clique aqui) é possível entrar em uma aba descrita como “Doação” em que o participante escolhe como prefere contribuir: pelo botão Pagseguro, Paypal, Conta bancária do Bradesco do Hospital ou Cartão.

Otoni explica que a campanha é de doação livre, ou seja, não tem quantias fixas. Apesar da meta ser R$ 1,5 milhão, caso uma quantia maior seja atingida todo o recurso será destinado para o mesmo objetivo. O mesmo ocorre para valores menores. “Inclusive também estamos aceitando doações de bens e insumos por parte das empresas. Eles entram em nossa contagem do projeto pelo valor médio de mercado”, comenta o diretor.

A campanha conta até o momento com o apoio de empresas como GT Building, Bla Blu, No AR Comunicação, Buhrer Serviços de Alimentação, entre outros. No site da campanha será possível acompanhar sobre doações recebidas, equipamentos comprados e outros investimentos feitos com as doações, tudo de forma transparente para comprovar a destinação final do valor de quem foi solidário e participou da campanha.