Notícias

Divisão militar responsável por operações no PR e SC tem novo comandante

Entra o general Fábio Benvenutti Castro e sai o general general Carlos José Russo Assumpção Penteado, que está indo a Brasília ser o braço direito do General Augusto Heleno, no Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Giselle
Giselle Ulbrich
Divisão militar responsável por operações no PR e SC tem novo comandante
Foto: Divulgação / 5.º DE

28 de julho de 2021 - 22:29 - Atualizado em 28 de julho de 2021 - 22:30

A 5ª Divisão de Exército, que tem sede em Curitiba, ganhou novo comandante nesta quarta-feira (28). Quem assume o cargo é o general de Divisão Fábio Benvenutti Castro, que se torna agora o mais alto representante do Exército nos estados do Paraná e de Santa Catarina.

Castro assumiu a posição do general de Divisão Carlos José Russo Assumpção Penteado, que está indo para Brasília assumir a posição de Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), em Brasília e será o braço direito do General Augusto Heleno. Entre outras funções, O GSI cuida da segurança do presidente da República e seus familiares.

A cerimônia de passagem de comando ocorreu na manhã desta quarta-feira no Forte do Pinheirinho, em Curitiba, onde está a sede a 5ª DE. Sua estrutura organizacional possui 13.700 militares e 39 organizações militares em ambos estados, sendo subordinada ao Comando Militar do Sul, sediado na capital gaúcha. Penteado ficou dois anos à frente da 5.ª DE e fez uma reestruturação operacional. Hoje, ele diz que deixa a unidade com 2.087 militares altamente treinados, com certificação da ONU, para pronto emprego em qualquer situação em solo nacional e internacional.

O governador do Paraná, Ratinho Júnior, esteve presente à cerimônia e ressaltou a importância de uma unidade forte no estado, para a proteção das divisas e no auxílio a diversas operações de segurança nas fronteiras brasileiras.

Já general Castro, que assume a Divisão, traz na bagagem vasta experiência militar nacional e internacional e garante que manterá inalteradas todas as interações interagências que a 5.ª DE possui hoje, como ações conjuntas com a Receita Federal, Polícia Federal e as Polícias Militares de cada estado.

Veja as imagens da passagem de comando: