Notícias

‘Discurso de Bolsonaro foi deplorável’, diz Randolfe Rodrigues

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

24 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 24 de setembro de 2019 - 00:00

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) classificou o discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas como “deplorável”. Para ele, o presidente rompeu a tradição multilateral brasileira e errou gravemente ao atacar povos indígenas.

“Foi possível achar um pouco de civilidade no Trump (Donald Trump, presidente norte-americano) depois dele, por incrível que pareça. Trump conseguiu ser civilizado e democrata em seu discurso. Para ver o quão absurdo foi a fala de Bolsonaro. Foi deplorável”, disse.

No discurso, Bolsonaro reiterou conceitos do “bolsonarismo” ao atacar o socialismo e o que ele classificou como “ambientalismo radical” e “indigenismo ultrapassado”. O presidente brasileiro fez menção direta à França, país que esteve na linha de frente das críticas ao Brasil na questão da Amazônia.

“É possível fazer um discurso duro sem ser tosco, desagradável. Envergonhou o Brasil, rompeu a tradição multilateral brasileira, atacou nações amigas do Brasil tradicionalmente como a França. Se colocou sujeito aos Estados Unidos e não teve a reciprocidade americana no discurso seguinte, de Donald Trump”, avaliou Randolfe.

Para ele, a crítica ao cacique Raoni, líder indígena conhecido mundialmente, significou um ataque aos símbolos brasileiros. “Era a mesma coisa que ter subido à Assembleia da ONU e ter rasgado a bandeira brasileira”, disse.

Randolfe afirmou que é possível que haja algum tipo de reação dos parlamentares à fala de Bolsonaro na ONU, tanto no Senado quanto na Câmara, mas com ações pontuais, como discursos em plenário.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.