Notícias

Dia Nacional do Policial e Bombeiro Militar é marcado com homenagem a policiais do BOPE que morreram em serviço

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Dia Nacional do Policial e Bombeiro Militar é marcado com homenagem a policiais do BOPE que morreram em serviço

24 de junho de 2020 - 17:39 - Atualizado em 24 de junho de 2020 - 17:39

O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) prestou uma homenagem póstuma aos policiais da unidade que faleceram em serviço. O evento aconteceu na manhã desta quarta-feira (24/06) no pátio do batalhão em comemoração ao Dia Nacional do Policial e do Bombeiro Militar.

De acordo com o Comandante do 1º Comando Regional da PM (1º CRPM), coronel Hudson Leôncio Teixeira, esse é um momento de reflexão. “Hoje nós paramos um momento para relembrar os amigos que perdemos em combate e aumenta a nossa responsabilidade em prestar um bom serviço para que tenha válido a pena que esses policiais tenham perdido a vida em prol da sociedade”, disse.

Durante a solenidade, foi prestado um gesto simbólico àqueles que morreram em serviço e os policiais presentes prestaram sentido e apresentar armas. Logo em seguida, os militares presentes retiraram a cobertura (a boina) e fizeram um minuto de silêncio em memória aos colegas de fardas.

“Hoje um minuto de silêncio não é apenas um silêncio, é um minuto de questionamento, que você para pra pensar o que realmente vale a pena na nossa vida”, complementou o coronel Hudson.

Para o Comandante do BOPE, major Márcio Antônio Machado, o policial militar é treinado para diversas situações, mas quando se trata da perda de um companheiro é impossível não sofrer. “Hoje nós estamos homenageado, não só os policiais militares que tombaram em combate no Paraná, mas em todo o país e nada mais que justo fazer essa singela homenagem”, explicou.

Durante o seu discurso, o major Machado se emocionou ao relembrar dos companheiros de farda que tombaram em serviço. “Toda vez que chego no BOPE e vejo esse memorial, me recordo de cada um deles que dedicaram a sua vida à Instituição. Sempre que me deparo com a foto do sargento Wellington Matos, lembro que somos homens e mulheres, que por destino, escolha ou por acaso abraçamos uma das melhores profissões”, disse.

“Agradecemos as famílias que doaram o seu pai, o seu marido, o seu filho para essa valorosa profissão que é ser policial militar, pois nós sabemos o horário que vamos sair de casa, mas não sabemos que hora, ou se vamos retornar para a nossa família”, finalizou o major Machado.

O Pastor da Igreja Metodista e responsável pela Pastoral da PMPR, capitão da Reserva Remunerada Paulo Jovelino Quinelato Júnior, lei uma passagem da bíblia de 2º Timóteo versículo 1 ao 8, onde no versículo sete pode se ler “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”. “Essas palavras são um encorajamento para nós que ficamos e que continuamos trabalhando, porque nós, como policial militar, temos que continuar a missão, pois nós não temos uma profissão nós vivemos um chamado”, disse.

Desde o ano de 2017, no dia 24 de junho é comemorado o Dia Nacional do Policial e Bombeiro Militar. A data remete ao dia 24 de junho de 1997, em que o cabo Valério dos Santos Oliveira, de 36 anos, foi atingido por uma bala perdida durante um protesto da Polícia Militar de Minas Gerais por melhores condições de trabalho e salários em Belo Horizonte.

O post Dia Nacional do Policial e Bombeiro Militar é marcado com homenagem a policiais do BOPE que morreram em serviço apareceu primeiro em Plantão 190.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.