Notícias

Idoso que deixou cartas ao lado do corpo da esposa, agora, nega o crime

Em entrevista, mesmo depois de confessar que matou a esposa, ele declarou que a mulher se feriu sozinha

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
Idoso que deixou cartas ao lado do corpo da esposa, agora, nega o crime
O caso foi registrado em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. (Foto: Montagem/RIC Mais)

17 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:36

O idoso que deixou duas cartas ao lado do corpo da esposa morta em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, e chegou a confessar o crime para uma familiar, depois de preso, passou a negar o feminicídio. (Assista vídeo abaixo)

Ezequiel Rodrigues de Meira, de 70 anos, que era considerado foragido e foi detido na tarde desta segunda-feira (17), conversou com a RIC Record TV e declarou que a mulher esfaqueou o próprio pescoço

“Foi ela que que fincou a faca no pescoço e pediu pra ‘mim’ chamar a ambulância”, disse com voz chorosa.  

Marido deixou a carta ao lado do corpo da esposa confessado o crime

Marisa de Oliveira, de 55 anos, foi assassinada dentro da casa onde vivia com o marido, na madrugada do dia 10 de setembro. Após o crime, o idoso deixou duas cartas ao lado do corpo da esposa, nelas, ele confessou que matou a esposa e declarou o seu amor pela vítima

Na sequência, Ezequiel foi até a casa de uma de suas enteadas, admitiu que havia esfaqueado Marisa e fugiu. 

A mulher foi encontrada morta com uma facada na região do coração e coberta com um lençol. 

Relacionamento conturbado

De acordo com a Polícia Civil, o casal morava junto há quatro anos e o relacionamento era conturbado. A própria família de Ezequiel afirma que ele bebia muito e, por isso, as brigas entre os dois eram frequentes. Ao longo dessas discussões, inclusive, era comum o suspeito jurar a esposa de morte

A Polícia Civil de Piraquara faz buscas para encontrar o idoso. Ele já responde pelo crime de estupro.

Confira a entrevista com o suspeito:

Ele permanece preso e deverá responder por feminicídio. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.