Notícias

Defesa de Cristiana Brittes retira pedido de liberdade da acusada

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

14 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 14 de fevereiro de 2019 - 00:00

Defesa retirou o pedido nesta quinta-feira (14)

Segundo a defesa, o pedido havia sido feito com base em uma lei que dá a possibilidade de mães de crianças menores de 12 anos responderem em liberdade, para que assim possam cuidar dos filhos

Nesta quinta-feira (14), o dia que era para ser decisivo para Cristiana Brittes, acusada de ter participado do crime que matou o jogador de futebol Daniel Correa no dia 27 de outubro de 2018, teve uma reviravolta. Nesta tarde, os advogados de defesa da acusada retiraram o pedido de habeas corpus que seria julgado pelos desembargadores do Tribunal de Justiça. 

O que mudou?

Segundo a defesa, o pedido havia sido feito com base em uma lei que dá a possibilidade de mães de crianças menores de 12 anos responderem em liberdade, para que assim possam cuidar dos filhos. Entretanto, no caso de Cristiana, a filha mais nova acabou já passando da idade permitida.

Pedido já foi negado pela 1º Vara Criminal 

No ano passado, dois pedidos foram feitos pela defesa junto a juíza Luciani Regina de Paula, da 1º Vara Criminal de São José dos Pinhais, que negou os solicitações. No entendimento da magistrada “as medidas cautelares diversas da prisão mostram-se inadequadas ao caso no presente momento”. 

Após ter o segundo pedido negado, o advogado Cláudio Dalledone afirmou em nota que faria um novo pedido, mas desta vez junto ao Tribunal de Justiça. 

O que dizia o pedido 

Segundo o pedido que o advogado de defesa Cláudio Dalledone realizou, não existia elementos para que a acusada continuasse presa, já que não oferecia riscos a sociedade e ainda tinha uma filha menor de idade que precisava de seus cuidados. Ao todo, caso o pedido não tivesse sido retirado, cinco desembargadores iriam analisar os argumentos da defesa. 

Presa há mais de três meses

Cristiana Brittes está presa há mais de três meses na Penitenciária Feminina de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, e apesar de não ter efetivamente participado ou visto o crime acontecer, ela foi denunciada pelo Ministério Público por homicídio, já que segundo o promotor a acusada não teria feito nada para impedir a morte do jogador de futebol.

Além do crime de homicídio, Cristiana também responde por coação de testemunhas, fraude processual e corrupção de menor. 

Daniel Correa foi encontrado morto

Daniel Correa Freitas, jogador encontrado morto na Colônia Mergulhão, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, foi assassinado no dia 27 de outubro. 

corpo do jogador de futebol foi localizado no sábado a tarde, depois que um morador da região viu marcas de sangue no chão de uma estrada rural e seguiu o rastro até o corpo do jovem. Ele estava vestido apenas com uma camiseta, com sinais de tortura, o pênis decepado e cortes profundos no pescoço, a ponto de quase ter sido degolado. 

DANIEL FOI VIOLENTAMENTE ASSASSINADO EM SÃO JOSÉ DOS PINHAIS (FOTO: REPRODUÇÃO DAS REDES SOCIAIS)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.