Notícias

Vendaval deixa mais de 30 mil casas sem energia elétrica em Maringá; estragos foram registrados também em Londrina

Vendaval demorou só 20 minutos, mas causou muito estrago na cidade; Defesa Civil recebeu quase 250 chamados

Giselle
Giselle Ulbrich
Vendaval deixa mais de 30 mil casas sem energia elétrica em Maringá; estragos foram registrados também em Londrina
Defesa Civil registrou mais de 100 árvores caídas. (Foto: Aldemir de Moraes/Prefeitura de Maringá)

15 de setembro de 2021 - 06:24 - Atualizado em 15 de setembro de 2021 - 07:19

A Defesa Civil de Maringá divulgou um balanço parcial dos estragos causados pelo vendaval na cidade, na tarde desta terça-feira (14). Foram pelo menos 249 chamados de urgência registrados desde o início da tempestade.

A tempestade durou apenas 20 minutos, mas foi o suficiente para que mais de 30 mil casas ficassem sem energia elétrica, segundo estimativa da Copel. Entre as regiões afetadas estão a Morangueira, o Jardim Alvorada, o centro, Parque das Palmeiras, Jardim Quebec, Parque das Grevileas, Jardim América e outros.

Semáforos nas avenidas Tuiuti, Morangueira e Pedro Taques foram desligados pela falta de energia elétrica. Houve problemas também em outras regiões da cidade.

Segundo o Simepar, o temporal resultou num acumulado de 10 a 15 milímetros de chuva e ventos de até 67 km/h. Segundo a Copel, pelo menos 30 mil imóveis ficaram sem luz na cidade. E conforme os registros da Defesa Civil, a cidade tem, até o momento:

  • 249 chamados
  • 119 árvores caídas
  • 59 galhos grandes derrubados
  • 31 casas atingidas
  • 10 carros atingidos
  • 41 distribuições de lonas para cobrir telhados
  • Dezenas de postes da Copel derrubados (ainda em contabilização)

Os bairros mais afetados estão na zona norte da cidade: Jardim Alvorada, Vila Morangueirinha, Tuiuti, Quebec, Parque das Palmeiras, Parque das Bandeiras e região.

Diversas equipes de trabalho estão envolvidas na normalização da dinâmica da cidade:

  • Arborização da prefeitura
  • Defesa Civil Municipal
  • Corpo de Bombeiros
  • Copel
  • Guarda Civil Municipal
  • Iluminação da prefeitura
  • Polícia Militar
  • Secretaria de Mobilidade Urbana

As equipes ainda trabalham nos estragos e novo boletim da Defesa Civil deve ser divulgado nesta quarta-feira (15).

Estragos em Londrina

A chuva e o vento que chegou a 70km/h causaram estragos também em Londrina. Além de mais de 50 postes caídos e árvores arrancadas, cerca de 2 mil casas ainda continuam sem energia elétrica na manhã desta quarta-feira (15). Mais 2 mil residências também estão sem energia, em Cambé, na região de Londrina.