Notícias

Curitiba reitera pedido de transferência de Lula após tiroteio

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

28 de abril de 2018 - 00:00 - Atualizado em 28 de abril de 2018 - 00:00

Acampamento fica em um terreno alugado (Foto: Colaboração)

Primeiro pedido para transferência foi realizado no dia 13 de abril

A Prefeitura de Curitiba, por meio da procuradoria-geral do município, entrou neste sábado (28) com um novo pedido na 12ª Vara da Justiça Federal para a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após um homem ficar gravemente ferido durante um tiroteio contra integrantes do acampamento de movimentos sociais que são contra a prisão. O ex-presidente está preso na superintendência da Polícia Federal no Paraná desde 7 de abril.

O Sindicato dos Delegados da Polícia Federal no Paraná também já pediu a transferência.

No dia 13 de abril, a Prefeitura de Curitiba já havia realizado um pedido para que o ex-presidente fosse transferido alegando problemas gerados para os moradores.

Ataque

O ataque aconteceu na Rua João Wislinki, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, na madrugada deste sábado (28). Segundo a comunicação do acampamento, um homem foi baleado no pescoço e foi internado em estado grave ao Hospital do Trabalhador.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Paraná, um indivíduo a pé efetuou disparos de arma de fogo no local. Um tiro também acertou um banheiro químico e os estilhaços feriram, sem gravidade, uma mulher no ombro.

Assista ao vídeo:

Protesto

Na manhã deste sábado, a avenida Mascarenha de Morais, no bairro Santa Cândida, foi fechada por manifestantes, mas já foi liberada.

Reprodução/RICTV

Confusão

Uma confusão entre manifestantes pró-Lula e membros da torcida organizada do Coritiba Império Alviverde entraram em confronto na noite de terça-feira (17). De acordo com relatos do Partido dos Trabalhadores, houve confronto e duas pessoas ficaram feridas.

O confronto ocorreu na Avenida Paraná, entre a sede da Polícia Federal – onde está preso o ex-presidente Lula – e o novo acampamento do movimento que é contra a prisão do ex-presidente, nas ruas Joaquim Nabuco e São João, no Bairro Santa Cândida.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.