Economia

Curitiba lidera ranking nacional de valorização de imóvel

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

16 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 16 de janeiro de 2017 - 00:00

Foto Leonel Albuquerque

Em 2016, capital paranaense terminou o ano como líder no ranking imobiliário de valorização no Brasil

Fonte: Chaves na mão

Em pesquisa realizada em 20 cidades brasileiras, o imóvel em Curitiba saiu na frente e apresentou a maior valorização nominal, em relação à qual não é considerada a inflação. Em 2016, os imóveis curitibanos valorizaram cerca de 4,78%, um resultado muito maior comparado a média nacional de 0,57%. Estes números influenciaram diretamente o preço médio do metro quadrado do imóvel, com uma média de R$ 5.568. Agora, Curitiba é a décima segunda cidade com imóvel mais caro do país.

Estes dados ajudaram Curitiba a retomar o mercado de imóveis. Comparado a 2015, quando o setor havia apresentado uma queda nominal de 0,16%, chegando a uma média de R$ 5.186 por m². Em um ano, o Imóvel em Curitiba ultrapassou o Imóvel de Campinas no valor do m² e se aproximou dos valores impostos em Vitória, Porto Alegre, Fortaleza e São Caetano do Sul.

Ao final de 2016, o valor médio do metro quadrado nas 20 cidades pesquisadas ficou em R$ 7.662. Mesmo com a queda nominal, o Rio de Janeiro continua sendo considerada a cidade com o metro quadrado mais caro do país, chegando a cerca de R$ 10.214, seguida por São Paulo, onde o metro quadrado sai por R$ 8.641.

2017 pode ser melhor ano para compra

Segundo especialistas, após uma queda de 6,25% no último ano, o valor de casas e apartamentos tende a ficar mais baixos em 2017. João da Rocha Lima, professor do Núcleo de Real State da Poli-USP, explica: “Considerando um cenário no qual a economia comece a se recuperar devagar, e a inflação caia, os preços devem ficar estáveis até voltarem a subir. Além disso, as construtoras já estão com margens bastante apertadas para diminuir preços”, diz Lima. “Não há espaço para mais quedas”.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.