Coronavírus

Curitiba homenageia profissionais de saúde que lutam contra a covid-19

A estufa do Jardim Botânico ficará iluminada de verde durante todo o mês de abril

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com informações da Prefeitura de Curitiba
Curitiba homenageia profissionais de saúde que lutam contra a covid-19
Foto: Pedro Ribas/SMCS

1 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:50

Um dos principais cartões postais de Curitiba, o Jardim Botânico, é agora uma homenagem aos profissionais de saúde que estão na linha de frente de combate à covid-19 na capital paranaense. A estufa foi decorada com luzes verdes e permanecerá assim por todo o mês de abril. 

“O poeta italiano Dante Alighieri disse que ‘o Inferno é onde se perde toda esperança’. A esperança não pode ser perdida nunca. Por isso os tons de verde na estufa do Jardim Botânico de Curitiba. A cor da esperança é também o verde esmeralda do anel de graduação dos profissionais de saúde. Seja esta a nossa luz para exitosa travessia até o tempo de cura”, afirmou o prefeito Rafael Greca, em suas redes sociais. 

Ao todo, 8,7 mil profissionais da rede municipal da saúde trabalham no combate à pandemia. E, para reforçar a rede profissional, Curitiba também está em processo de contratação de mais 50 médicos e 358 enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Reorganização do sistema 

A prefeitura aproveitou o momento para ressaltar todas as medidas que vem tomando com o objetivo de preparar o sistema de saúde para um possível aumento de quadros respiratórios

De acordo com a administração municipal, todo o sistema de saúde de Curitiba foi reorganizado e 237 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e mais 607 leitos de baixa complexidade foram abertos na capital (em rede pública e particular). Totalizando em 998 leitos de UTI na cidade.

Unidades Básicas de Saúde 

Com a reorganização do sistema, 11 unidades de saúde passaram a funcionar exclusivamente para vacinação, com exceção da Influenza que ocorre em pontos externos. Já em outras 74 unidades, o fluxo passou a ser dividido logo na entrada. Separando fisicamente as pessoas com sintomas suspeitos do novo coronavírus das que apresentam outras urgências (como pressão alta e atendimentos essenciais, como pré-natal, pacientes com condições crônicas descompensadas e outros casos). 

Além disso, as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) do Boqueirão, Boa Vista, Cajuru, Sítio Cercado e Pinheirinho ganharam espaços externos para atendimentos de casos respiratórios.

Com as mudanças, profissionais de 37 unidades de saúde puderam ser transferidos para reforçar o atendimento no restante da rede. 

Atendimentos eletivos e medicação

Os atendimentos eletivos também foram suspensos e as receitas de medicamentos de uso contínuo foram renovadas automaticamente por mais 90 dias

Para usuários a partir de 70 anos ou com qualquer condição crônica (diabéticos, hipertensos e imunodeprimidos), a entrega dos medicamentos está sendo realizada no domicílio ou algum familiar pode fazer a retirada na unidade de saúde de referência. Materiais para curativo e bolsas de colostomia seguem a mesma lógica.

Dúvidas por telefone e vídeoconsulta

A cidade possuí ainda um call center para tirar dúvidas da população sobre o novo coronavírus e é a primeira cidade do país a oferecer vídeoconsulta para pacientes com suspeitas da covid-19