Curiosidades

Traição: pesquisa afirma que 38% das pessoas traem o parceiro mesmo durante a pandemia

Segundo o levantamento, os adúlteros apostam em alguns cuidados prévios para os encontros

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do Metrópoles
Traição: pesquisa afirma que 38% das pessoas traem o parceiro mesmo durante a pandemia
(Foto: Reprodução/Freepik)

31 de maio de 2021 - 10:05 - Atualizado em 31 de maio de 2021 - 10:05

Nem mesmo as restrições relacionadas ao distanciamento social devido à pandemia da Covid-19 impedem os infiéis de traírem seus parceiros. De acordo com um levantamento do site especializado em encontros extraconjugais, Ashley Madison, 38% dos entrevistados ainda se encontram pessoalmente com seus amantes.

Em entrevista ao Metrópoles, a diretora de comunicações da Ashley Madison, Isabella Mise, afirmou que usuários estão usando parcerias externas como uma forma de autocuidado.

“Nossos membros nos disseram que seus negócios têm sido parte integrante de sua estratégia de enfrentamento durante um dos momentos mais desafiadores e desestabilizadores de suas vidas”, diz.

Mesmo assim, segundo a pesquisa, os adúlteros afirmam que têm cumprido algumas regras para que os encontros extraconjugais sejam mais seguros. Para 44%, é necessário que eles próprios estejam vacinados para que os encontros aconteçam. 

Cerca de 39% dos usuários afirmaram que se certificam de que a parceria sexual esteja sendo cautelosa, no sentido de não estar saindo com várias pessoas. Além disso, ainda que não estejam vacinados, 30% dos usuários confirmam que estão testando negativo para o vírus antes dos encontros. 

Para 26%, já basta que a parceria tenha sido vacinada. Por fim, 25% dos entrevistados gostam de garantir que a parceria esteja testando negativo

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.