Notícias

Criança é atropelada em frente a hospital quando ia visitar bisavó, em Curitiba

A criança desembarcou do veículo do avô e esperava os responsáveis quando foi atropelada por uma motocicleta em alta velocidade

Mirian
Mirian Villa

9 de dezembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:05

Uma criança foi atropelada em frente ao Hospital do Trabalhador quando ia visitar a bisavó na última quarta-feira (4), no bairro Novo Mundo, em Curitiba. Pedro Henrique Alves Antunes está em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

Por volta das 20h40, a criança desembarcou do veículo e esperava os avós quando foi atropelada por uma motocicleta, que estava em alta velocidade, em frente ao hospital.

Criança sofreu afundamento de crânio após atropelamento em frente a hospital

O menino está em coma na UTI com afundamento de crânio. Além disso, está com a perna esquerda quebrada. No dia que deu entrada na unidade hospitalar, o Pedro Henrique Alves realizou uma cirurgia neurológica.

Nesta segunda-feira (9), a criança passará por uma nova cirurgia, porque, segundo a mãe, ele está perdendo líquido intracraniano.

“Um irresponsável passou em alta velocidade, bateu no meu filho como se fosse um animal…um bicho. Ele ficou caído no chão e ele [piloto] foi embora”, contou a mãe de Pedro Henrique aos prantos.

Boletim de Ocorrência foi realizado, mas família não foi procurada

A família registrou um Boletim de Ocorrência sobre o atropelamento, mas não foi procurada pela Polícia Civil. Com o filho em coma, a mãe implora pela recuperação do menino e para que o responsável seja punido.

“Já fomos atrás de loja para pedir as câmeras, mas eles não forneceram para nós. A gente só sabe que um casal estava na moto”, contou Thainá Alves Veiga, mãe da vítima.

Após visita, menino ia comprar enfeites de Natal com os avós

De acordo com a família, Pedro Henrique foi para o hospital com os avós porque depois da visita, ele iria comprar enfeites de Natal. Além disso, a criança estava muito animada porque um dia antes do atropelamento, tinha mudado a faixa do judô.

“Ele é muito apegado nos avós, tanto que meu pai está bem arrasado com tudo o que aconteceu. Ele é uma criança muito esperta, cativa a todos que o conhecem“, finalizou Thainá.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.