Esportes

Crespo dedica classificação ao presidente do São Paulo e diz: “Queremos chegar mais longe”

Gazeta
Gazeta Esportiva

5 de agosto de 2021 - 00:49 - Atualizado em 5 de agosto de 2021 - 01:00

O técnico Hernán Crespo dedicou a classificação do São Paulo às quartas de final da Copa do Brasil ao presidente do clube, Julio Casares, e também ao diretor executivo de futebol, Rui Costa, que contraíram covid-19 há alguns dias. Cumprindo isolamento social, ambos tiveram de abrir mão da rotina de trabalho presencial, mas, ao menos, viram o Tricolor presenteá-los com a ida à próxima fase do torneio.

“Devemos analisar os dois jogos. Acho que jogamos muito bem, merecemos colocar o time nas quartas de final. Quero aproveitar para dedicar essa classificação às quartas de final ao nosso presidente, Julio Casares, e ao nosso diretor executivo, Rui Costa, que pegaram covid-19 e que normalmente acompanham o time em todos os cantos. Infelizmente, não estão passando por um bom momento”, disse Crespo.

Julio Casares foi internado no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul da capital paulista, para ser acompanhado mais de perto pelos profissionais da saúde. Embora já tenha sido vacinado com as duas doses e apresentado apenas sintomas leves, o mandatário tricolor preferiu ser cauteloso, atendendo as recomendações médicas.

O técnico Hernán Crespo também comemorou bastante mais uma classificação à frente do São Paulo e elogiou seus atletas, que, mesmo tendo de lidar com uma série de lesões, vêm mantendo a equipe viva em todas as frentes, ainda que no Brasileirão figure na zona de rebaixamento.

“Gosto de disputar todos os campeonatos, minha paixão é futebol e ganhar sempre. Ganhar não é fácil nunca, mas vamos tentar chegar sempre o mais alto possível. Chegar em agosto e ainda sermos competitivos em tudo é uma grande satisfação”, comentou.

“Quero aplaudir todo o grupo de trabalho, dirigentes, comissão, atletas, todos que estão próximos de alguma forma. Claramente queremos chegar mais longe, ser competitivos até o final, vamos tentar, não sabemos o que vai acontecer. Vamos trabalhar para ter um futuro positivo, mas, você sabe, é futebol, a cada três dias tudo pode mudar. Como diz o nosso presidente, pés no chão e tranquilidade”, concluiu.