Inova Mais

CORREÇÃO-C6 aumenta capital em R$525 mi para crescer em crédito

Reuters
Reuters
CORREÇÃO-C6 aumenta capital em R5 mi para crescer em crédito
(Blank Headline Received)

13 de agosto de 2020 - 09:51 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 07:06

(Corrige no 5º parágrafo para 200 mil, e não 200 clientes)

Por Carolina Mandl

SÃO PAULO (Reuters) – Os principais acionistas do C6 Bank injetaram 525 milhões de reais em capital novo no banco, fornecendo combustível para o crescimento em empréstimos após iniciar uma parceria com a TIM Participações no mês passado. Depois da aprovação do Banco Central para o novo aporte vindo dos acionistas, o C6 vai operar com 1,24 bilhão de reais em capital. Com a chegada dos novos recursos, o C6 planeja oferecer mais crédito para consumidores e pequenas empresas, além de investir em sua plataforma online e na aquisição de clientes, disse em comunicado a diretora financeira, Karina Rodrigues. O banco, que encerrou julho com 2,5 milhões de clientes, espera crescer mais rápido após a parceria com a TIM. O C6 e a TIM anunciaram a parceria em março, um acordo que pode dar à empresa de telecomunicações uma participação de até 15% no banco, dependendo do número de clientes que se tornarem usuários ativos do C6, disse à Reuters Marcos Massukado, sócio do banco. Nas primeiras três semanas de parceria, o C6 conquistou 200 mil clientes TIM. A operadora tem 55 milhões de clientes aos quais o C6 pode oferecer produtos como contas correntes, cartões de crédito e empréstimos para financiar compras de celulares. A parceria também permite que o C6 use as lojas da TIM como agências físicas para a venda de serviços. “Uma empresa de telecomunicações oferece ao C6 não apenas potenciais clientes, mas também muitos dados”, disse Massukado. “Sei quais produtos devo oferecer de acordo com o plano de celular do cliente, por exemplo.” Marcelo Kalim, ex-sócio do Banco BTG Pactual SA, lançou o C6 em janeiro de 2019. O C6 encerrou março com 2,3 bilhões de reais em ativos, 266 milhões de reais em carteira de crédito e um prejuízo líquido de 109,8 milhões de reais no primeiro trimestre, de acordo com o Banco Central.

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG7C0XC-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.