Coronavírus

Último boletim do ano mostra registra 88 mortes e 3.903 novos casos de covid-19 no Paraná

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com AEN
Último boletim do ano mostra registra 88 mortes e 3.903 novos casos de covid-19 no Paraná
FOTO: EDUARDO MATYSIAK

31 de dezembro de 2020 - 15:50 - Atualizado em 31 de dezembro de 2020 - 15:50

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta quinta-feira (31) mais 3.903 infecções e 88 mortes em decorrência da covid-19 no Paraná. O último boletim do ano mostra que o Estado soma 413.412 casos confirmados e 7.912 mortes pela doença, desde o início da pandemia. Os casos divulgados nesta quinta-feira são de maio (1), junho (1), julho (5), agosto (18), setembro (5), outubro (6), novembro (62) e dezembro (3.815).

ÓBITOS

De acordo com a Sesa, os 88 pacientes que faleceram, divulgados neste último boletim, são 11 mulheres e 77 homens, com idades que variam de 17 a 92 anos. Os óbitos ocorreram entre 01 de setembro a 31 de dezembro. 

Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (21), Londrina (10), Foz do Iguaçu (3),  Ventania (3), Campo Largo (2), Campo Magro (2), Cascavel (2), Fazenda Rio Grande (2), Maringá (2), Medianeira (2), Quatro Barras (2), Telêmaco Borba (2), Tijucas do Sul (2).

A Saúde registra, ainda, a morte de uma pessoa em cada um dos municípios de  Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Ampere, Arapongas, Araucária, Cambé, Cerro Azul, Cianorte, Colombo, Coronel Vivida, Cruzeiro do Oeste, Guarapuava, Imbituva, Jaguariaíva, Jandaia do Sul, Juranda, Mandaguari, Marilândia do Sul, Palmas, Palotina, Paranavaí, Pien, Pinhais, Pitanga, Pranchita, Rolândia, Sabáudia, Santa Izabel do Ivaí, Santo Antônio da Platina, Sengés, Toledo e Tupãssi.

INTERNADOS

Nesta quinta-feira há 1.588 pacientes com diagnóstico confirmado internados. São 1.242 pacientes em leitos SUS (636 em UTI e 606 em enfermaria) e 346 em leitos da rede particular (137 em UTI e 209 em enfermaria).

Há outros 1.536 pacientes internados, 524 em leitos UTI e 1.012 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão nas redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Confira a íntegra do último boletim de 2020   AQUI

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.