Coronavírus

PR atinge 92% de ocupação das UTIs; mais 10 mil vacinas devem chegar nos próximos dias

Pior situação é na macrorregião oeste, onde a lotação da sUTIs adulto chegou a 98% de ocupação. Por lá, só há 6 leitos disponíveis. Na macrorregião leste, que inclui a capital, a ocupação está em 93%.

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Gabriel Azevedo, da Jovem Pan
PR atinge 92% de ocupação das UTIs; mais 10 mil vacinas devem chegar nos próximos dias
Paciente com Covid-19 na UTI de hospital REUTERS/Diego Vara

22 de fevereiro de 2021 - 22:06 - Atualizado em 22 de fevereiro de 2021 - 22:06

A ocupação de leitos de UTI adulto, no Paraná, chegou a 92% de ocupação nesta segunda-feira (22). Dos 52 hospitais que possuem estes tipos de leito, exclusivos para COVID-19, 23 deles já estão com 100% de lotação, e outros 10 já estão acima de 90% ocupados. Das 1.231 UTIs adulto disponíveis em todo o estado, só há mais 100 disponíveis, e que podem acabar rapidamente.

A situação mais preocupante é na macrorregião oeste do estado, onde a ocupação dos leitos chegou a 97%. Das 208 vagas de UTI, só havia mais seis disponíveis nesta tarde. A região possui 12 hospitais com leitos UTI COVID disponíveis, dos quais 9 estão totalmente ocupados.

E a macrorregião leste também não está longe do caos. Está com 93% de ocupação das UTIS, em seus 20 hospitais. Metade deles, como o Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo (que possui a maior quantidade de UTIs COVID no estado – 143 no total) já não possuem mais leitos disponíveis.

Na semana passada, o superintendente geral de saúde do Paraná, Vinicius Filipak, já havia declarado ao Ric Notícias que não há o que fazer. O Paraná já chegou ao seu limite de capacidade físico e humano, e não há mais como expandir o número de leitos. Mesmo que fosse possível criar mais espaços, não há mais profissionais de saúde disponíveis para atuar nos leitos.

Vacinas à caminho

A Fundação Oswaldo Cruz confirmou a chegada de dois milhões de doses de vacinas nesta terça-feira (23), no Brasil, ainda pela manhã. Deste montante, conforme apurou o repórter Gabriel Azevedo, da rádio Jovem Pan, o Paraná deve receber 10.113 doses deste lote entre amanhã e quinta-feira.

O avião com as doses decolou da Índia nesta segunda-feira (22). De acordo com o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, assim que o Paraná receber a remessa, as doses serão distribuídas para as vinte e duas (22) Regionais de Saúde do estado, o que deve acontecer em um período de, no máximo, 24 horas depois da chegada dos imunizantes no estado.

Ainda segundo o Beto Preto, na semana que vem, o Paraná deve receber 442.253 doses da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, em parceria com a empresa chinesa Sinovac. O dia exato ainda não foi confirmado.

Segundo o cronograma apresentado pelo Ministério da Saúde (MS), na semana passada, até o final deste mês, o Paraná deve receber mais de 452.366 vacinas contra a Covid-19. Ainda de acordo com o MS, o estado deve receber mais 1.968.989 de imunizantes em março, quantidade que deve ser suficiente para vacinar toda a população idosa acima de 60 anos.

Desde segunda-feira da semana passada, em várias cidades do Paraná, inclusive em Curitiba, a vacinação continua apenas para quem já recebeu a primeira dose, já que a segunda dose fica “reservada” a partir do momento em que a primeira é aplicada. A imunização de novos pacientes foi suspensa por falta de estoque.

No total, o Paraná já recebeu 538.900 doses. Mais de 354.453 já foram aplicadas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.