Coronavírus

Paraná registra 32,4 mil casos e 397 mortes por covid-19, mostra levantamento do Ministério da Saúde

Tanto em número de mortes quanto de casos, o Paraná ficou em 1° no ranking nacional da covid-19 nesta quinta-feira (7), à frente de São Paulo, de acordo com o Ministério da Saúde

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Paraná registra 32,4 mil casos e 397 mortes por covid-19, mostra levantamento do Ministério da Saúde
Imagem: Reprodução/Pixabay

8 de janeiro de 2021 - 13:41 - Atualizado em 8 de janeiro de 2021 - 13:41

Nesta quinta-feira (7), a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA) não divulgou o boletim epidemiológico sobre a situação do novo coronavírus no estado. De acordo com a pasta, problemas técnicos e operacionais inviabilizaram a publicação do informe covid-19.

“A equipe técnica responsável pelos dados e produção do documento está trabalhando para solucionar os problemas, mas não há previsão de horário para a divulgação do Informe Covid-19. Assim que as questões técnicas e operacionais forem resolvidas o documento será publicado e divulgado como ocorre rotineiramente”, diz uma nota da Sesa.

No entanto, no boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado na noite desta quinta-feira (7), os dados do Paraná aparecem.

Segundo o Ministério da Saúde, das 1.524 novas mortes por covid-19 registradas no Brasil, 397 (26%) aconteceram no Paraná. E dos 87,8 mil novos casos, 32,4 mil (37%) foram diagnosticados no estado. Nesta quinta-feira, o Brasil ultrapassou a marca dos 200 mil mortos por covid-19.

Tanto em número de mortes quanto de casos, o Paraná ficou em 1° no ranking nacional da covid-19 nesta quinta-feira (7), à frente de São Paulo, de acordo com o Ministério da Saúde.

De acordo com último boletim da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, divulgado na quarta-feira (6), o Paraná tinha 427.590 casos confirmados e 8.170 mortes. No site do Ministério da Saúde, o estado aparece com 463.309 casos e 8.630 mortes.

Segundo o Ministério da Saúde, o balanço da pasta é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados para consolidação.

Procurada pela reportagem na manhã desta sexta-feira (8), a Sesa foi questionada se os dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira estão corretos ou não. Por enquanto, não há resposta.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.