Coronavírus

Julho concentra 60% das mortes por coronavírus no Paraná

Além disso, julho concentra os três piores indicadores de casos e mortes já registrados no Paraná

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Julho concentra 60% das mortes por coronavírus no Paraná
Foto: Geraldo Bubniak/AEN

1 de agosto de 2020 - 13:03 - Atualizado em 1 de agosto de 2020 - 13:04

O mês de julho concentrou 60% das 1.899 mortes por coronavírus registradas no Paraná desde março, no início da pandemia. Além disso, 66% dos diagnosticos obtidos no estado também foram confirmados em julho.

Ao todo, de acordo com informações do boletim epidemiológico publicado nesta sexta-feira (31), a covid-19 atingiu 50.152 paranaenses e vitimou 1.152 pessoas entre os dias 1º e 31 de julho.

Entenda como foi julho no quesito de mortes por coronavírus no Paraná

Julho concentra os três piores indicadores de casos já registrados no Paraná:

  • 2.538 no dia 30
  • 2.242 no dia 21
  • 2.221 no dia 9

Além do indicador de casos registrados, o mês também registrou três dias com maior número de mortes no estado:

  • 59 no dia 21
  • 52 nos dias 20 e 28
  • 46 no dia 6

No mesmo mês, apenas dois dias registraram índices menores do que 1.000 casos, sendo 930 no dia 26 e 248 no dia 31.

Conforme o boletim, o menor pico diário de mortes por coronavírus no Paraná foi nesta sexta-feira (31), com 6 óbitos.

Entretanto, o governo acredita que a tendência é de aumento nos indicadores no dia 31 com a entrada das análises do final de semana.

A média móvel de casos é de 1.994, um acréscimo de 0,3% em relação aos últimos 14 dias, e de óbitos de 31,8, decréscimo de 10,6% na comparação com duas semanas atrás.

Ao todo, de acordo com o boletim, julho concentra 52.707 casos e 1.263 mortes por coronavírus no Paraná.

Coronavírus Paraná

Nesse recorte, o mês representa 69,9% dos casos e 66% das mortes. Os dias com maior número de casos e de óbitos nesse indicador também foram de julho: 2.605 casos no dia 31 e 71 mortes no dia 29. A média móvel de casos é de 1.667 e de óbitos de 46.

Paraná ainda tem o terceiro menor índice do Brasil

Apesar do aumento nos últimos 31 dias, o Paraná ainda tem o terceiro menor índice do Brasil em casos por 100 mil habitantes (665,7) e a quinta menor taxa de óbitos pela mesma faixa populacional (16,8).

Conforme a Secretaria de Saúde, a taxa de letalidade do coronavírus é de 2,5%.

Atualmente, apenas seis cidades ainda não registrara casos. Juntos, os municípios reúnem 28.331 habitantes, 0,2% da população do Paraná.

  • Boa Ventura de São Roque
  • Flor da Serra do Sul
  • São Carlos do Ivaí
  • Rio Bom
  • Nova Santa Bárbara
  • Godoy Moreira

Já há casos do coronavírus em todos os municípios das regionais de Saúde de Paranaguá, Curitiba e Região Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, União da Vitória, Pato Branco, Foz do Iguaçu, Cascavel, Campo Mourão, Umuarama, Cianorte, Maringá, Londrina, Jacarezinho, Toledo e Telêmaco Borba.

Em números absolutos, a regional de Curitiba e Região Metropolitana é a que concentra mais casos (31.140), seguida por Cascavel (6.333), Londrina (5.132), Maringá (4.643) e Foz do Iguaçu (4.495).

As mortes alcançaram 233 municípios, mais de 58% do Paraná.

As maiores incidências são em Curitiba e Região Metropolitana (947), Londrina (170), Cascavel (126), Maringá (89), Paranaguá (77) e Toledo (50).

Por fim, a faixa etária média dos casos no Paraná é de 40,1 anos, enquanto a de óbitos é de 68,2 anos.

Além disso, o coronavírus impacta mais a população feminina (52%), mas mata mais os homens (61%).

São 17.221 casos entre pessoas com 30 a 39 anos, parcela mais afetada pela doença, o que representa 22,8% do total de infectados.

A segunda é a de pessoas entre 20 e 29 anos, com 15.442 casos, ou 20,5% dos infectados. São, ainda, 6.670 casos entre crianças e jovens até 19 anos (8,8% do total) e 10.447 casos entre quem tem mais de 60 anos, 13,8%.