Coronavírus

Mais de 400 denúncias em Londrina são atendidas no final de semana

Das 256 autuações lavradas, há o uso indevido de espaços públicos interditados e bares abertos.

André
André Justus com informações N.Com
Mais de 400 denúncias em Londrina são atendidas no final de semana
Foto: Divulgação/N.Com/Defesa Social

14 de setembro de 2020 - 14:10 - Atualizado em 14 de setembro de 2020 - 14:16

No primeiro final de semana, após a publicação do decreto 1049/2020 na última sexta-feira (11), a Guarda Municipal (GM) recebeu 446 denúncias em Londrina, no norte do Paraná. Uma força-tarefa foi realizada para coibir a venda e o consumo de bebidas alcoólicas em toda extensão do município, como forma de diminuir a propagação da Covid-19.

O trabalho teve início na sexta-feira de manhã (11) e perdurou até às 6h30 desta segunda (14), contabilizando 446 denúncias recebidas, das quais 433 foram atendidas pela GM e 13 foram encaminhadas para outros órgãos fiscalizadores. O serviço resultou em 256 autuações e termos de constatação.

O foco do trabalho foi coibir o funcionamento dos estabelecimentos que possuem como atividade principal, em seu alvará, como “bar”, conforme artigo 2 do decreto 1049. Ao todo 27 locais foram interditados, dentre os quais 21 estabelecimentos eram bares. E 13 pessoas foram flagradas consumindo bebida alcoólica em via pública, o que é proibido pela ‘Lei Seca’.

“É importante destacar que nesse período, que nós estamos com a lei seca, com fechamento de bares, não tem orientação. Não há mais espaço para orientação. Todo mundo sabe qual é a regra que está sendo imposta e nós estamos cobrando. A gente trabalhou quase cinco meses insistindo com orientação e agora não há mais espaço para isso. Quando a gente chega em um estabelecimento comercial que tem entidades que o controlam, ou seja, ninguém estava desavisado, e você tem ali 35 ocorrências bares abertos quando deveriam estar fechados, não cabe mais orientação”, pontuou o secretário de Defesa Social, Pedro Ramos.

Ainda de acordo com decreto publicado na última sexta, os parques, lagos, academias ao ar livre e demais áreas públicas de lazer devem permanecer interditados. Os guardas lavraram 158 autuações pelo uso indevido desses locais, além de aglomeração.

Outras 59 pessoas receberam multa por estarem sem ou utilizando incorretamente a máscara. Interdições de eventos ou partidas esportivas clandestinas somaram 6 atendimentos. A fiscalização lavrou 2 termos de constatação para uso de narguilé.

Ainda de acordo com secretário, a Guarda Municipal constatou irregularidades em 70% das denúncias recebidas. “Foram registradas muitas ocorrências em espaços públicos, mesmo estando fechados. Temos 158 registros, e desses o que mais se destacou foi o local conhecido como cachoeira do Tatu, na zona sul. Nós fizemos duas intervenções lá no domingo, uma pela manhã e outra à tarde. As pessoas foram autuadas por não uso de máscara e por aglomeração”, informou.

Receba as melhores notícias de Londrina e região pelo Whatsapp. Faça parte do grupo!