Saúde

“A nossa preocupação é que a gente volte para bandeira laranja”, diz secretária da Saúde de Curitiba

A taxa de transmissão do novo coronavírus voltou a subir em Curitiba e procura por postos de saúde aumentou 40% no início desta semana

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Prefeitura de Curitiba
“A nossa preocupação é que a gente volte para bandeira laranja”, diz secretária da Saúde de Curitiba
(Foto: Luiz Costa/SMCS)

1 de setembro de 2020 - 19:22 - Atualizado em 1 de setembro de 2020 - 19:22

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, disse há preocupação de que Curitiba volte a adotar a bandeira laranja do “Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social”. Curitiba está na bandeira amarela desde o dia 18 de agosto.

Saiba mais sobre as bandeiras e as restrições.

Na live para apresentação dos dados do novo coronavírus na capital paranaense desta terça-feira (1º), a secretária Márcia Huçulak disse que neste início de semana foi registrado um aumento de 40% de procura nas unidades básicas de saúde e nas unidades de pronto atendimento, em relação ao início da semana anterior.

Além disso, completou Huçulak, a taxa de transmissão do novo coronavírus voltou a subir em Curitiba, chegando a 1,14. Isso quer dizer que cada 100 infectados transmitem para 114 pessoas.

Márcia Huçulak reforçou a importância de a população manter as práticas que são fundamentais para evitar que a doença volte a crescer na cidade: usar máscara em todos os ambientes, manter o distanciamento social (de no mínimo 1,5 metro entre as pessoas), evitar aglomerações e fazer uso frequente de álcool em gel (ou lavar as mãos com água e sabonete).

“Vou rezar para São Pedro e Nossa Senhora para que faça frio no próximo feriado e ninguém saia de casa”, afirmou a secretária.

Coronavírus em Curitiba

Ainda nesta terça-feira, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba confirmou mais 396 moradores infectados e 13 mortos em decorrência do novo coronavírus. No total, a capital paranaense contabiliza 33.368 casos e 1.010 óbitos desde o começo da pandemia.

Dos pacientes mortos em Curitiba nas últimas 24 horas, eram nove homens e quatro mulheres, com idades entre 21 e 82 anos.

A taxa de ocupação das 355 UTIs do SUS exclusivas para Covid-19 nesta terça-feira é de 80%. Há 71 leitos livres.