Coronavírus

Hemocentro de Maringá inicia coleta de plasma para uso experimental no tratamento de Covid-19

Os médicos terão autonomia para decidir se usarão ou não o plasma no tratamento no paciente

Gabriel
Gabriel Trevisan Com informações comunicação HUM
Hemocentro de Maringá inicia coleta de plasma para uso experimental no tratamento de Covid-19
Foto: Divulgação HUM

24 de setembro de 2020 - 18:14 - Atualizado em 24 de setembro de 2020 - 18:14

A partir desta sexta-feira (25), o Hemocentro do Hospital Universitário de Maringá (HUM) vai iniciar a coleta de sangue voltada ao tratamento experimental da Covid-19. A coleta busca contribuir com pesquisas científicas relacionadas na utilização do plasma convalescente no tratamento da doença.

Segundo estudos, as pessoas que se curam da Covid-19 desenvolvem anticorpos no plasma, parte líquida do sangue, que podem ser úteis na recuperação dos pacientes ainda infectados, possibilitando uma evolução da doença de forma mais branda.

Durante o experimento, todo o plasma coletado ficará à disposição dos hospitais da região. Os médicos terão autonomia para decidir se usarão ou não o tratamento no paciente.

Segundo a diretora do Hemocentro do HUM, Márcia Regina Momesso, ainda não é possível afirmar com absoluta certeza que a terapia de coleta do plasma convalescente seja totalmente eficaz para o combate ao vírus. Entretanto, evidências médicas literárias apontam que ela pode baixar a taxa de mortalidade.

“É uma terapia acessível potencialmente, que pode proporcionar uma resposta rápida, essencial em casos graves, reduzindo o período de internação, diminuindo custos e demandas hospitalares”, explica a diretora.

Critérios básicos para doação

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Pesar mais de 50 Kg;
  • Ter entre 18 e 59 anos completos;
  • O doador deve apresentar o exame RT-PCR que comprove sua positividade para a doença (Covid-19). É importante aguardar um período de 45 dias depois da recuperação antes da doação para obtenção do plasma. O prazo máximo é de 180 dias após o fim da infecção;
  • Apresentar documento oficial com foto;
  • O candidato à doação de plasma hiperimune será avaliado conforme todos os critérios já estabelecidos nas legislações vigentes referentes ao ciclo do sangue.

Quem não pode doar

  • Doadores do sexo feminino com uma ou mais gestações e/ou episódio de aborto;
  • Aqueles que estiveram em ventilação mecânica ou respirador nos últimos 12 meses;
  • Pessoas que receberam transfusão de sangue em algum momento de sua vida.
    Nota Técnica

Os doadores interessados devem entrar em contato com o Hemocentro de Maringá pelo telefone (44) 3011-9151 para agendar a sua doação.