Notícias

Conheça as ruas com índice mais alto de acidentes em Curitiba

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de abril de 2017 - 00:00 - Atualizado em 25 de abril de 2017 - 00:00

Vias com índice mais alto de acidentes em Curitiba ficam também nos bairros de ligação ao Centro (Foto: Brunno Covello/SMCS)

Vias com índice mais alto de acidentes em Curitiba ficam nos bairros de ligação ao Centro

Segundo um levantamento realizado pelo Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), Curitiba registrou 5.415 acidentes em 2016. A maioria deles ocorreu nos bairros Centro, Sítio Cercado, CIC, Cajuru e Boqueirão.

As ocorrências aconteceram em vias de ligação entre bairros e o Centro de Curitiba e, também, naquelas de entrada para quem vem da Região Metropolitana até Curitiba.

A Avenida Visconde de Guarapuava, que vai do Alto da XV até o Batel, por exemplo, é campeã de acidentes no trecho que fica  no Centro. Vias longas acabam ficando no topo da lista, por serem consideradas um eixo de escoamento do trânsito.

Confira as avenidas e ruas com maiores registros de acidentes em Curitiba em 2016:

1. Av. Juscelino K. de Oliveira (CIC)

Foram registrados 70 acidentes e a via margeia o Contorno Sul (BR-376) e acaba tendo uma demanda semelhante à que a rodovia possui: tráfego intenso, presença de caminhõese  altas velocidades.

2. Av. Visconde de Guarapuava (Centro)

Foram registrados 49 acidentes na Avenida liga o Alto da XV até o Batel, mas seu trecho “mais perigoso” é o que fica entre a Rua Ubaldino do Amaral e a Rua Desembargador Motta, no Centro.

3. Rua Izaac Ferreira da Cruz (Sítio Cercado)

A Rua Izaac Ferreira da Cruz é a mais importante via de ligação e escoamento de tráfego do Sítio Cercado e adjacências, e também uma das regiões mais populosas de Curitiba.

4. Av. Marechal Floriano Peixoto (Boqueirão)

Foram registrados 33 acidentes na Av. Marechal Floriano Peixoto, no trecho que vai da Praça Joaquim Menelau de Almeida Torres até o Terminal do Boqueirão.

5) Rua Tijucas do Sul (Sítio Cercado)

Foram registrados 32 acidentes e a via  tem uma demanda bastante alta, com presença de carros, bicicletas e pedestres, porque sai da Rua Izaac Ferreira da Cruz e alimenta todo o Sítio Cercado.

6. Rua João Bettega (CIC)

Foram registrados 29 acidentes e por ser uma via de grande extensão, aumenta a incidência de acidentes.  

7. Av. Sete de Setembro (Centro)

O objetivo da Via Calma não é reduzir acidentes, mas, sim, organizar o trânsito incluindo todos os modais: pedestres, bicicletas, motocicletas, carros e transporte coletivo.

8. Rua Sebastião Marcos Luz (Cajuru)

Registrou 28 acidentes e é a principal via que liga a Linha Verde ao Cajuru, chegando até a Vila Oficinas.

9. Rua Desembargador Antônio de Paula (Boqueirão)

Foram registradas 24 ocorrências e rua cruza o bairro no sentido transversal à Av. Marechal Floriano Peixoto, ligando o Uberaba de cima à Vila São Pedro e ao Xaxim.

10. Rua Maestro Carlos Frank (Boqueirão)

Foram registradas 23 ocorrências no cruzamento do bairro do Boqueirão que serve como escoamento de veículos entre o Uberaba e o Xaxim.