Economia

Confira quatro dicas para economizar água no verão

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

27 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 27 de janeiro de 2017 - 00:00

Foto: FreeImagens

A ONU indica que a quantidade mínima de água para atender as necessidades básicas de um ser humano é 110 litros por dia

Se por um lado a chegada do verão é muito aguardada por conta das férias, as altas temperaturas aumentam o consumo de água em até 40% em algumas cidades do Brasil.

A Organização das Nações Unidas (ONU) indica que a quantidade mínima de água para atender as necessidades básicas de um ser humano é 110 litros por dia. Só um banho de 15 minutos, usando um chuveiro elétrico, consome 140 litros de água.

O impacto não é só ambiental: dói no bolso. A conta elevada por conta do desperdício pode mudar os hábitos de consumo do usuário e fazer toda a diferença na hora do pagamento. Além disso, a economia de água contribui com a preservação deste recurso natural.

Para ajudar o usuário a encontrar as melhores soluções para seu banheiro, a empresa Duravit do Brasil reuniu quatro dicas para reduzir o consumo – e consequentemente o desperdício – de água neste verão. Referência mundial na fabricação de louças, móveis e acessórios para banheiro.

Dependendo dos produtos e técnicas utilizadas, a tomada de medidas pode significar uma economia de 20% a 50% no consumo de água.

Veja algumas dicas:

Ajustes no chuveiro
Troque os misturados convencionais pelos termostatos, que regulam previamente a temperatura e ajustam a pressão da água, evitando o desperdício. Trocando o chuveiro por um modelo mais moderno, que mistura ar e água, economiza-se água e ainda é possível manter o desempenho com o mesmo conforto. A economia será ainda menor com redução do tempo de banho e desligando o chuveiro ao se ensaboar .

Descarga consciente
Evite exageros ao apertar a descarga. Dependendo do modelo, em seis segundos de acionamento, pode-se gastar até 14 litros de água. Ao trocar a bacia sanitária, procure os modelos que combinam eficiência na limpeza com redução do consumo de água. Estudos mostram que há uma incidência média de 35% de descargas duplas, geradas pela limpeza inadequada na primeira descarga.

Atenção com as torneiras 
Fique atento às torneiras abertas por mais tempo que o necessário, como quando se faz barba ou se escova os dentes. Em um mês, uma torneira pingando pode gastar quase 1.400 litros de água. Uma boa opção é trocar por modelos com temporizador (manual ou eletrônico). Em torneiras mais antigas, verifique regularmente as condições do vedante e de outros mecanismos.

Tolerância zero com vazamentos
Nunca demore a tomar providências com vazamentos. É um tipo gravíssimo de desperdício, pois a água sequer foi utilizada pelo usuário, que terá de pagar por isso da mesma forma que a água efetivamente consumida. Certos vazamentos não são detectados facilmente, e podem passar despercebidos por dias, até meses. O melhor é recorrer à visita de um técnico especializado, que verificará atentamente as condições de conexões, torneiras, chuveiros, entre outros.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.