Notícias

Condição da safra de soja piora no Paraná; oeste do Estado requer chuvas

Reuters
Reuters
Condição da safra de soja piora no Paraná; oeste do Estado requer chuvas
Lavouras de soja (à esquerda) e milho no Brasil

30 de novembro de 2021 - 14:27 - Atualizado em 30 de novembro de 2021 - 14:30

SÃO PAULO (Reuters) – As condições da safra de soja do Paraná, um dos maiores produtores do Brasil, foram reduzidas nesta terça-feira, com o Departamento de Economia Rural (Deral) notando que a região oeste do Estado precisa de mais umidade.

Atualmente, 91% da safra do Paraná está em situação “boa”, versus 95% até a semana anterior. O índice de lavouras qualificadas como “médias” subiu de 5% para 8%, enquanto 1% da área tem condição “ruim”.

“As condições, como mostra o relatório, são boas em geral, temos alguns casos um pouco preocupantes, regiões que tiveram excesso de chuvas no mês de outubro, e agora no mês de novembro acabaram sofrendo com a menor ocorrência de chuvas e excesso de calor”, disse o economista do Deral Marcelo Garrido.

Ele citou que isso acontece basicamente na região oeste, nos núcleos de Cascavel e Toledo.

Contudo, ressaltou o especialista, “não dá para falar em perda” ainda.

“É só uma atualização das condições, torcer para que as chuvas voltem a ocorrer”, completou.

Na semana passada, o Deral estimou a safra de soja do Paraná em um recorde de cerca de 21 milhões de toneladas, aumento de 6% na comparação com a temporada passada, quando o clima foi menos favorável.

A região com mais problemas praticamente não deve ver chuvas esta semana, conforme dados do terminal Eikon, da Refinitiv. As precipitações voltam ocorrer na próxima semana, mas os volumes serão relativamente baixos.

(Por Roberto Samora)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHAT0YM-BASEIMAGE