Angelo
Angelo Binder conteúdo Comando News

17 de março de 2020 - 00:00

Atualizado em 17 de março de 2020 - 00:00

0 Comentários
Coronavírus

Como conservar os alimentos para que durem mais tempo

A chef Isabelle Bremer, da Belle´s Nuts, ensina algumas técnicas práticas para armazenar alimentos para que eles durem mais tempo

Como conservar os alimentos para que durem mais tempo

Apesar de o número de infectados pelo Coronavírus ainda ser pequeno no Paraná, segundo o boletim da Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) desta segunda-feira (17) confirma oito casos de novo coronavírus no estado, com 85 suspeitos e 82 casos descartados. Para evitar a disseminação da doença no estado, o governador suspendeu por decreto as aulas na rede estadual de ensino a partir da próxima sexta-feira (20). A decisão se estende a visitas a teatros, cinemas, bibliotecas, museus e outros eventos artísticos, culturais e esportivos que estão suspensos por tempo indeterminado. Visitas a hospitais e casas de repouso também devem ser evitadas. 

Nesse momento o bom senso é tudo. Por isso, não adianta estocar comida para um ano e não pensar nas demais pessoas. Para evitar o desperdício, a chef fit & funcional Isabelle Bremer recomenda fazer um planejamento de acordo com as necessidades de sua família, pensando, por exemplo, quanto rende 1kg de arroz na sua casa em 15 dias. Além disso, muitos restaurantes vão fechar para o público e trabalhar somente com entrega à domicílio. “Essa é uma ótima opção também, somente peça pro entregador deixar a comida na sua porta sem contato, alguns aplicativos de entrega já lançaram essa modalidade. Mesmo em situações de grande contaminação – como na Itália – o mercado ainda vai funcionar então se for necessário é possível reabastecer a dispensa”, recomenda Isabelle Bremer. 

Confira algumas dicas práticas, elaboradas pela chef Isabelle Bremer, para conservar os alimentos por mais tempo na geladeira e reduzir as idas ao mercado: 

alimentacao-coronavirus

foto Freepik

Arroz, feijão e outros cereais 

Cereais como arroz, feijão, quinoa e grão de bico pode ser cozidos e congelados prontos, temperados ou não. Dessa f, os cereais duram até três meses. Para descongelar, basta aquecer no micro-ondas, na panela ou deixar em temperatura ambiente e depois aquecer na panela. Para finalizar, outra dica é armazenar os cereais crus no freezer para que eles durem além do prazo de validade. Armazenados dessa forma podem durar até cinco anos. 

Carnes

A carne pode ser congelada fresca ou pode ser preparada e congelada pronta. Também é possível descongelar a carne fresca, fazer o preparo do alimento e congelar o preparo pronto novamente.
As carnes congeladas duram até três meses no freezer e podem ser descongeladas em temperatura ambiente, na geladeira ou no micro-ondas. 

alimentacao-coronavirus

foto Freepik

Frutas 

Algumas frutas congeladas são uma ótima ideia. Frutas como banana, morango, abacaxi e frutas vermelhas duram até um mês no freezer. O suco de laranja e limão podem ser congelados em forminhas e duram cerca de um mês. Para descongelar basta colocar em um copo e deixar em temperatura ambiente. 

Verduras e Legumes

Batata, cenoura, cebola e alho são itens que tem durabilidade muito boa fora da geladeira. Duram no mínimo duas semanas. Os demais legumes podem ser congelados e, por conveniência, é melhor cozinhar antes de congelar espinafre, couve flor e brócolis. No supermercado tem boas opções de legumes congelados como ervilha e milho 

Pão

O pão pode ser congelado por até um mês, para descongelar basta deixar em temperatura ambiente antes de consumir.  

Molhos

Molho de tomate pode durar até três meses no freezer, a dica é fazer em grande quantidade e guardar em recipientes fracionados para facilitar.   

alimentacao coronavirus

foto Freepik

Ovos

Os ovos têm prazo de validade curto. Para congelar ovos a dica é quebrá-los, colocar em um saco plástico. Dessa maneira, os ovos duram no mínimo três meses. Para descongelar, basta deixá-los em temperatura ambiente. 

Itens básicos para se ter na dispensa:

  • Farináceos (de trigo, de aveia, sem glúten, etc). tem uma boa durabilidade e são ingredientes para preparar bolos, pães, tortas.
  • Fermento químico e biológico;
  • Enlatados e conservas como palmito, pepino, azeitona e milho em lata.
  • Leite longa vida;
  • Macarrão, arroz e feijão;
  • Óleo vegetal e azeite de oliva;
  • Gengibre;
  • Água Mineral;
  • Mel, açúcar e adoçante. 
isa-bremmer

foto divulgação

 

Para finalizar, a chef Isabelle Bremer orienta  “no caso de falta de luz ou impossibilidade de cozinhar existem linhas de alimentos cozidos e embalados à vácuo como grão de bico, feijão, batata doce, beterraba, frango, carne seca, entre outros”.  

Newsletter

Assine nossa newsletter e fique atualizado.

Seta COMENTÁRIOS