Bastidores

Comissão de Atletas do COB se manifesta sobre possíveis erros de arbitragem nos Jogos de Tóquio

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de julho de 2021 - 20:49 - Atualizado em 28 de julho de 2021 - 21:15

Após repercutir possíveis erros de arbitragem contra o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Comissão de Atletas do COB se manifestou nesta quarta-feira. Lamentando as possíveis falhas, o grupo se solidarizou com os atletas e destacou não poder fazer nada para contestar as decisões.

“A Comissão de Atletas do COB lamenta possíveis erros ou interpretações de arbitragem que causam interferência nos resultados das competições”, escreveu a comissão em nota.

“Nos solidarizamos com todos os atletas que se sentem prejudicados. O regulamento da competição não nos permite interferir nas decisões dos juízes, embora nem sempre concordemos com as mesmas”, completou.

“A Comissão de Atletas do COB, como todos vocês, é fã e torcedora dos brasileiros e luta pelos atletas em tudo que está ao nosso alcance. Casos de recurso com a arbitragem fogem de nossa alçada”, destacou o grupo.

Durante a semana, repercutiram em redes sociais possíveis erros de arbitragem e interpretações de juízes em modalidades envolvendo atletas brasileiros.

O movimento se iniciou no Skate feminino, quando a dupla japonesa Nishiya e Nakayama teria sido beneficiada pelos juízes em relação as brasileiras.

Já no surfe, quando Medina foi eliminado por Kanoa Igarashi nas semifinais da competição. As notas referentes a manobras semelhantes realizadas pelos atletas destoaram e chamaram a atenção.

Na última terça-feira, a judoca Maria Portela aplicou um golpe na adversária russa Taimazova – o lance foi revisado e descartado a possibilidade de wazari. Mais tarde a brasileira foi eliminada com uma punição por falta de combatividade.