Esportes

Com maior nota do surfe nas Olimpíadas, Ítalo Ferreira bate japonês e avança às semifinais

Gazeta
Gazeta Esportiva

26 de julho de 2021 - 20:43 - Atualizado em 26 de julho de 2021 - 23:00

Uma dobradinha brasileira no surfe masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio está cada vez mais perto. Depois de Gabriel Medina superar Michel Bourez, foi a vez de Ítalo Ferreira derrotar o japonês Hiroto Ohhara na noite desta segunda-feira (manhã de terça no Japão), na praia de Tsurigasaki, em Chiba, e garantir vaga nas semifinais.

O surfista potiguar teve somatória de 16.30 pontos, enquanto o adversário terminou o duelo com 8. Com apenas 20 segundos de bateria, Ítalo já largou na frente ao acertar um grande aéreo que rendeu nota 9.73, a maior até então nas Olimpíadas.

Ohhara chegou a encostar ao arrancar 2.83 e 5.17 de notas, mas o brasileiro disparou de vez ao levar um 5 por entrar de backside e conectar uma sequência de duas rasgadas, jogando bastante água para cima. No fim, um 6.57 garantiu o maior somatório dos Jogos Olímpicos e definiu a vitória.

“Entrei bem confiante nessa bateria, sabia que se eu pegasse a onda, iria fazer as notas. Fui construindo onda a onda, isso me deixou confiante. Tem duas baterias pela frente, é continuar na pegada, no ritmo, e ir para cima”, afirmou Ítalo ao Sportv.

A classificação assegura uma medalha ao Brasil no surfe masculino. No pior dos cenários, Ítalo Ferreira e Gabriel Medina vão se enfrentar pela medalha de bronze. O potiguar, no entanto, disse que só pensa no ouro e almeja uma nota 10 em uma possível final.

“Eu não quero o bronze, eu quero o ouro. Estou aqui para ganhar, vou para cima. O 10 está guardado. Se Deus permitir, na final eu vou conseguir”, concluiu.

Nas semifinais, Ítalo vai duelar com o australiano Owen Wright, que levou a melhor sobre o peruano Lucca Mesinas. O brasileiro cai na água novamente na madrugada desta terça-feira.