Notícias

Com cassação de vereador em Cianorte, renovação da Câmara Municipal chega a 90%

Presidente Wilson Pedrão comentou sobre a renovação da Câmara Municipal de Cianorte: “a população pede por renovação”.

Wilame
Wilame Prado / Repórter
Com cassação de vereador em Cianorte, renovação da Câmara Municipal chega a 90%
(Foto: Reprodução/Facebook)

28 de abril de 2021 - 11:10 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 11:10

O vereador Adaílson Carlos Ignácio da Costa, conhecido como Dadá (Podemos), foi cassado em uma sessão extraordinária que durou nove horas na terça-feira (27), acusado de ter feito rachadinha. Com a substituição dele pela Professora Neuza Casassa (Podemos), a renovação da Câmara Municipal de Cianorte, na região Noroeste do Estado, chegou a 90%.

A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara de Cianorte, vereador Wilson Pedrão (Republicanos), em entrevista online para a RIC Record TV concedida na manhã desta quarta-feira (28). Na opinião dele, esse processo de renovação evidencia o desejo de mudança que a população demonstrou nas urnas, nas eleições de 2020.

“A Câmara teve renovação de 80%, e agora, com a saída do vereador do cassado, essa renovação chega a 90%. Essa é uma demonstração de necessidade de mudanças, e a nossa decisão por unanimidade pela cassação demonstra o novo objetivo de acabar com a corrupção no legislativo municipal”,

afirmou o presidente da Câmara de Cianorte.

Entenda o caso

Após ser acusado de ficar com parte dos salários recebidos por um assessor dele, o agora ex-vereador Dadá chegou a ficar dois dias preso em novembro do ano passado, após investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Em 1º de fevereiro deste ano, a Câmara de Cianorte optou por abrir uma comissão de investigação e afastar Dadá do legislativo. O desfecho se deu em longa sessão extraordinária ontem no município, quando os vereadores definiram pela cassação do vereador.

Outro lado

Afastado da Câmara desde fevereiro, quando foi instaurada uma comissão para apurar a denúncia, Dadá estava em seu quarto mandato como vereador em Cianorte.

A defesa do parlamentar informou que irá recorrer da decisão na justiça.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.