Notícias

Com aumento de casos de Covid-19, Rio de Janeiro amplia leitos e suspende cirurgias eletivas

Reuters
Reuters

23 de novembro de 2020 - 21:02 - Atualizado em 23 de novembro de 2020 - 21:02

RIO DE JANEIRO (Reuters) – As secretarias de Saúde da cidade e do Estado do Rio de Janeiro e o Ministério da Saúde decidiram ampliar em mais de 200 a oferta de leitos para casos de Covid-19 no Rio e suspender a partir do começo de dezembro a realização de cirurgias eletivas na rede pública por conta do aumento da doença respiratória e da taxa de ocupação de leitos.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira em reunião entre representantes dos órgãos.

A cirurgias eletivas ficam suspensas a partir de 7 de dezembro e só serão mantidas aquelas de alta complexidade como oncológica, bariátrica, vasculares, ortopédicas e neurológicas. Os órgãos decidiram ainda ampliar em 214 o número de leitos em unidades federais, estaduais e municipais.

Nesta segunda, dos 271 leitos de UTI da rede municipal 269 estavam ocupados, de acordo com a prefeitura. Já a taxa de ocupação na rede SUS ( federal, estadual e municipal) estava em 90%.

O Estado do Rio chegou nesta segunda a 22.028 óbitos pela doença e um total de 338.688 casos confirmados.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.