Notícias

Com apoio de Luciano Hang, ACP coordena carreata contra o lockdown em Curitiba nesta terça (01)

Dono da rede de lojas Havan expos que em Santa Catarina os indicadores da Covid são melhores e não há lockdown.

Giselle
Giselle Ulbrich
Com apoio de Luciano Hang, ACP coordena carreata contra o lockdown em Curitiba nesta terça (01)

31 de maio de 2021 - 22:00 - Atualizado em 31 de maio de 2021 - 23:08

Uma reunião entre diversas entidades empresariais de Curitiba, e liderada pela Associação Comercial do Paraná (ACP), na tarde desta segunda-feira (31), definiu os detalhes da carretata contra as medidas restritivas na capital e região metropolitana, que ocorrerá nesta terça-feira (01) a tarde, em Curitiba. Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, participou da reunião e deu apoio ao evento.

Conforme o roteiro definido, o ponto de encontro será na Praça Nossa Senhora do Salete, no Centro Cívico, de onde os carros participantes devem sair às 16h. A carreata segue para o Parque São Lourenço e retorna ao Centro Cívico pela Avenida Anita Garibaldi, no Ahú, com encerramento previsto para às 18h.

Contra o lockdown

Na última sexta-feira (28), a prefeitura de Curitiba decretou lockdown por duas semanas, até 9 de junho. Nada que não seja serviço essencial pode abrir as portas. Lojas de rua, shopping centers e restaurantes só podem atender via delivery e retirada em balcão. Isso gerou revolta em diversos setores, que resolveram desafiar o lockdown e abrir as portas.

Camilo Turmina, presidente da ACP, afirmou que as medidas restritivas não reduzem a pressão sobre o sistema de saúde. Ressaltou ainda que 5 mil empresas já fecharam as portas na capital, desde o início da pandemia, e que todos os serviços são essenciais, visto que todos possuem famílias para sustentar.

O presidente da ACP aproveitou a ocasião para mostrar sua insatisfação com a situação e alfinetou o prefeito Rafael Greca, pedindo que ele renuncie ao cargo.

“Torço muito para que o prefeito renuncie. Temos um ótimo vice-prefeito (Eduardo Pimentel), na atual conjuntura. Prefeito Greca, nunca é tarde para renunciar. Nós aceitamos, a sociedade precisa que você faça alguma coisa de bem para essa cidade tão inteligente que é Curitiba”, disse Turmina

A manifestação tem apoio de entidades do varejo, bares, restaurantes, shopping centers, revendedores de automóveis, entretenimento, entre outros. Na reunião que definiu os detalhes do protesto, Luciano Hang criticou a gestão das ações de combate à Covid em Curitiba e disse que os indicadores em Santa Catarina são melhores, apesar de não se adotar o lockdown no estado vizinho. “Lockdown não dá certo. Aqui em Santa Catarina nossos administradores abriram a cabeça, o que não aconteceu em Curitiba”.