Notícias

Clubes discutem nesta semana volta de público aos estádios no Brasil após aval do Ministério da Saúde

Reuters
Reuters
Clubes discutem nesta semana volta de público aos estádios no Brasil após aval do Ministério da Saúde
.

22 de setembro de 2020 - 21:07 - Atualizado em 22 de setembro de 2020 - 21:11

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O governo federal deu aval à CBF para iniciar as discussões sobre a volta parcial do público aos estádios de futebol em outubro, mas a decisão ainda depende de um acordo entre os clubes com autoridades de saúde e segurança.

O plano apresentado pela entidade ao Ministério da Saúde prevê uma volta gradual dos torcedores aos estádios a partir do próximo mês respeitando um limite de 30% da lotação das arenas.

O assunto será debatido entre os representantes dos clubes da série A na próxima quinta-feira e haverá ainda contatos com autoridades de saúde e segurança das cidades e estádios onde serão realizados os jogos.

As curvas da Covid-19 nas cidades serão levadas em conta para as decisões a serem tomadas sobre a volta da torcida aos estádios.

“É importante ressaltar que a abertura, em um primeiro momento, deve ser para até 30% da capacidade dos estádios –podendo ser aumentado posteriormente– , conforme decisão do gestor local, que, dentre outros aspectos, levará em consideração a variação da curva epidemiológica, a taxa de ocupação de leitos clínicos e leitos de UTI e a capacidade de resposta da rede de atenção à saúde local e regional“, disse o Ministério da Saúde em saúde.

A proposta da CBF que será levada a reunião é que a volta das torcidas aos estádios seja simultânea para que não haja desequilíbrio na competição, ou seja, times jogando com torcida e outros sem público.

A prefeitura do Rio de Janeiro chegou a anunciar que pretendia liberar o público para o jogo entre Flamengo e Athletico Paranaense em 4 de outubro no Maracanã.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG8M002-BASEIMAGE